icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
28/08/2015
19:40

Além de Ben Henderson e Gilbert Durinho, Hector Lombard completa o trio de lutadores do UFC que entram em ação no ADCC de São Paulo, que acontece neste sábado e domingo, no ginásio do Ibirapuera. Diante do maior torneio de luta agarrada do planeta, o cubano, membro da American Top Team, teve uma inspiração especial para o evento: Ricardo Libório, um de seus treinadores.

O líder da ATT também se apresenta no show. Ele encara Zé Mario Sperry na superluta deste sábado e serviu de motivação e exemplo para Lombard durante os treinos para o ADCC.

- Ele é definitivamente uma motivação para a minha pessoa. Ele é um cara que admiro. Eles tem quase 50 anos (Libório tem 48), está fazendo algo que nenhum cara faz. Ele é um daqueles caras únicos no mundo. Tenho muito respeito pelo meu treinador, espero que ele vença amanhã. Minhas preces a ele. Desejo o melhor - declarou Lombard, em entrevista logo após a pesagem do ADCC.

O cubano, que vai lutar na categoria até 99kg na competição, revela sua satisfação diante do desafio de fazer parte do maior torneio de luta agarrada do mundo.

- O que me motiva é que não se pode ficar melhor do que isso. Estou no maior torneio de luta agarrada do mundo. Eu estou orgulhoso de ser parte disso. Os torneios que disputei no passado serviram como uma preparação para isso - avaliou o atleta.

Hector Lombard está com sua carreira paralisada no MMA. Depois de bater Josh Burkman, em janeiro, ele foi flagrado no exame antidoping sob o uso de substâncias ilegais. Sua suspensão é de um ano. Ele poderá voltar a lutar a partir de janeiro de 2016.

Além de Ben Henderson e Gilbert Durinho, Hector Lombard completa o trio de lutadores do UFC que entram em ação no ADCC de São Paulo, que acontece neste sábado e domingo, no ginásio do Ibirapuera. Diante do maior torneio de luta agarrada do planeta, o cubano, membro da American Top Team, teve uma inspiração especial para o evento: Ricardo Libório, um de seus treinadores.

O líder da ATT também se apresenta no show. Ele encara Zé Mario Sperry na superluta deste sábado e serviu de motivação e exemplo para Lombard durante os treinos para o ADCC.

- Ele é definitivamente uma motivação para a minha pessoa. Ele é um cara que admiro. Eles tem quase 50 anos (Libório tem 48), está fazendo algo que nenhum cara faz. Ele é um daqueles caras únicos no mundo. Tenho muito respeito pelo meu treinador, espero que ele vença amanhã. Minhas preces a ele. Desejo o melhor - declarou Lombard, em entrevista logo após a pesagem do ADCC.

O cubano, que vai lutar na categoria até 99kg na competição, revela sua satisfação diante do desafio de fazer parte do maior torneio de luta agarrada do mundo.

- O que me motiva é que não se pode ficar melhor do que isso. Estou no maior torneio de luta agarrada do mundo. Eu estou orgulhoso de ser parte disso. Os torneios que disputei no passado serviram como uma preparação para isso - avaliou o atleta.

Hector Lombard está com sua carreira paralisada no MMA. Depois de bater Josh Burkman, em janeiro, ele foi flagrado no exame antidoping sob o uso de substâncias ilegais. Sua suspensão é de um ano. Ele poderá voltar a lutar a partir de janeiro de 2016.