Fedor

                            Emelianenko foi atropelado no primeiro round do Eurasia Fight Nights - (Foto: reprodução)

LANCE!
20/06/2016
16:38
Rio de Janeiro (RJ)

A luta travada entre Fedor Emelianenko e Fábio Maldonado, na última sexta-feira (16), na Rússia, ainda vem dando o que falar. O russo derrotou o brasileiro na decisão dos juízes, mas no primeiro round, ficou claro que Maldonado venceu por 10 a 8 e muitos ainda acham que o árbitro central deveria ter interrompido o combate.

Os três árbitros laterais eram russos e pertencem a organização da qual Fedor preside, a União Russa de MMA, no entanto, um deles, Maria Makhmutova, foi a única que deu empate na luta e de quebra ainda questionou a decisão do árbitro central.

- Se eu fosse o árbitro central, teria parado a luta. Fedor estava com o olho fechado no primeiro round, se o médico me dissesse que era melhor parar ali, eu pararia na hora. Não ficaria argumentando com ele, mas os torneios de MMA da Rússia são arbitrados pela União Russa de MMA, organização criada pelo Fedor -  disparou Maria, em entrevista ao "Match TV", traduzida pelo site "Bloody Elbow".

Amiga pessoal de Fedor, Maria parece ter sido a única que não se deixou levar pela emoção, mas garantiu que não foi nada fácil tomar a decisão de dar o empate.

- Eu dei 10-8 no primeiro round e os outros para o Fedor, caracterizando o empate. Foi difícil de julgar porque Fedor é muito próximo a mim, é muito difícil deixar a emoção de lado, mas os juízes têm que julgar, é trabalho. Espero que Fedor entenda - encerrou.

Empresário de Fábio Maldonado, Stefano Sartori declarou em entrevista ao site "MMA Fighting" que pretende recorrer da decisão dos juízes, por achar que seu cliente venceu ou, na pior das hipóteses, empatou com o russo.