Aldo

               José Aldo espera que McGregor defenda o cinturão, mas não confia na palavra de Dana - Erik Engelhart

Erik Engelhart
23/07/2016
15:32
Rio de Janeiro (RJ)

Ex-campeão linear dos penas do UFC, José Aldo conquistou o cinturão interino no último dia 9, em Las Vegas (EUA), com vitória na decisão unânime sobre o americano Frankie Edgar, mas o que o manauara quer é título regular, atualmente em posse do seu único algoz no Ultimate, Conor McGregor.

Mas o futuro da categoria depende do que irá acontecer na revanche entre o irlandês e Nate Diaz, que se enfrentam na divisão dos meio-médios, em luta não válida pelo cinturão. Em recente entrevista a jornalistas, no Rio de Janeiro (RJ), Aldo garantiu que não sente raiva do irlandês, mas teme que uma vitória de Conor, adie seus planos de uma revanche.

- Raiva eu posso até ter fora do octógono, quando eu entro eu deixo todos os sentimentos do lado de fora e penso em fazer tudo o que eu treinei e coloco em prática lá dentro. As piores decisões são tomadas em momentos de raiva. Houve sim um amadurecimento, quando eu perdi procurei rever alguns conceitos e aprendi bastante. Aposto na vitória do Nate, ele está bem maior, mais forte e mais treinado do que da primeira vez, onde ele estava destreinado. Estou torcendo para o McGregor perder de qualquer jeito, porque se ele ganhar vão querer fazer a terceira luta - disse Aldo, que comentou o desafio feito ao irlandês, ainda dentro do octógono do UFC 200.

- Foi espontâneo, eu sabia que ele estava ali, no intervalo dos rounds eu via ele sentado ali, então já estava ligado. Dana falou que ele vai ter que voltar e defender o cinturão dele no peso, após a luta com Diaz. Se ele perder, acho bem provável que a gente lute no UFC Nova York, mas se ele ganhar atrapalha todos os meus planos (rs). Ouvi falar que se ele vencesse, ia ter a trilogia. Estou confiando na palavra do Dana que disse que ele vai ter que defender o cinturão, mas é f** confiar né? O Jacaré que o diga, mas vamos pensar positivo, tomara que ele desça para a gente lutar. Quero entrar para a história nesse card de NY, seja contra quem for - emendou.

Caso o campeão linear dos penas, Conor McGregor não volte a sua categoria para defender o cinturão, José Aldo já mira um possível adversário, que vem embalado por nove vitórias consecutivas.

- Meu foco é ser campeão novamente, não importa se for com ele ou não. Depois que eu conquistar o meu cinturão, é claro que quero uma luta contra o MCgregor, que seria algo maior ainda. Se ele não voltar agora, não sei se vou assumir o linear ou fazer uma luta para unificar... Mas caso ele não volte, o Max Holloway é o cara que vem crescendo bastante e que merece ser o próximo da fila - encerrou.

A primeira edição da história do UFC em Nova York está prevista para o dia 12 de novembro, no tradicional ginásio do Madison Square Garden.