Luis Fernando Coutinho
19/11/2015
10:41
Rio de Janeiro (RJ)

A poucas semanas do UFC 194, que acontece no dia 12 de dezembro, em Las Vegas (EUA), José Aldo recebeu a imprensa no Rio de Janeiro para promover o confronto com Conor McGregor. Alheio a provocações do rival, o campeão dos penas mostrou tranquilidade e foco no desafio, deixando de lado qualquer tipo de assunto que possa mexer com seu emocional. Até o controle antidoping aplicado no irlandês.

Questionado a respeito do controle antidoping conduzido pela Usada (Agência de Antidoping dos Estados Unidos), José Aldo duvidou da rigidez  com os testes no irlandês, que tem feito sua preparação completa na Irlanda, ao contrário da última luta, onde se preparou em Las Vegas (EUA).

- Ele não está sendo testado na Irlanda. Sei nem se tem comissão lá. Tinha que ser de Las Vegas, ou algo da Wada (Agência Mundial Antidoping). Propomos isso (maior rigidez no controle), já que ele pediu tanto. Pedimos para ser testados toda semana. Tanto eu quanto ele, no mesmo horário. Isso não aconteceu. Eu estou sendo testado. Sou testado direto. Eles vem na academia. Mas não importo se ele está ou não tomando algo ilegal. Vou bater nele do mesmo jeito, como sempre bati em todo mundo - disparou.

Apesar da desconfiança. segundo o site oficial da Usada, assim como José Aldo, Conor McGregor foi testado quatro vezes desde julho, segundo a última atualização da lista, feita no dia 21 de outubro.

O dono do título absoluto dos penas ainda revelou que recebeu de Lorenzo Fertitta, um dos donos do UFC, um presente especial. Aldo agora está treinando com uma lycra especial no corpo para se proteger de possíveis golpes na costela - ele teve de cancelar o duelo com McGregor inicialmente programado para julho por conta de uma lesão na área.
 
- Ganhei uma lycra que é usada pelos quarter backs (posição de jogadores de futebol americano). Treino com ela. Depois daquele chute rodado (golpe que lesionou sua costela nos treinos), que foi o mais caro da história, estamos sempre protegidos, pode bater que nada vai machucar mais - explicou.

A expectativa para pisar no octógono é grande. Se por um lado Aldo expõe sua ansiedade, por outro ele garante que as provocações do rival não o afetam.

- Finalmente (vão se enfrentar). Expectativa é das melhores, sempre treinando muito, focado. Muito se fala, procuro fica longe disso. Pelo amor de Deus... Não vejo a hora de acontecer logo e provar o que a gente fala. Procuro não cair na pilha dele. Tenho de estar focado e prestar atenção naquilo que treinei. Assim ganhamos luta. Não vou botar raiva no meu coração. Ele pode fazer, pintar o que for e não vai tirar minha concentração - prometeu.

Confira as lutas do UFC 194
José Aldo x Conor McGregor
Chris Weidman x Luke Rockhold
Ronaldo Jacaré x Yoel Romero
Demian Maia x Gunnar Nelson
Max Holloway x Jeremy Stephens
Card preliminar
Urijah Faber x Frankie Saenz
Tecia Torres x Michelle Waterson
Warlley Alves x Colby Covington
Léo Santos x Kevin Lee
Joe Proctor x Magomed Mustafaev
John Makdessi x Yancy Medeiros
Court McGee x Márcio Lyoto