Aldo

                         José Aldo conquistou o cinturão interino sobre Frankie Edgar no UFC 200 - Foto UFC

Erik Engelhart
21/07/2016
11:12
Rio de Janeiro (RJ)

Após passar por um breve período sem cinturão no UFC, o Brasil reconquistou o seu primeiro título com a vitória de José Aldo sobre Frankie Edgar, no último dia 9, em Las Vegas (EUA). Logo depois, no mesmo card do evento, na luta principal, foi a vez de Amanda Nunes abocanhar o cinturão dos galos com vitória por nocaute sobre Miesha Tate.

Mas quem pensa que José Aldo dá grande valor ao seu cinturão interino, está enganado. Em recente coletiva de imprensa na academia Nova União, no Rio de Janeiro, o manauara desdenhou do seu título. Para o ex-campeão, só o cinturão linear, que está nas mãos de McGregor, lhe interessa.

- Para mim esse cinturão continua sendo uma encheção de linguiça, não vale nada. Sou o próximo desafiante e sei que vou ser campeão. Para os brasileiros e mídia isso conta, mas para mim não - disse Aldo.

Aldo também se mostrou insatisfeito com recentes decisões do Ultimate, que muitas vezes deixa a meritocracia de lado, em detrimento do business. O campeão interino citou o caso de Ronaldo Jacaré, terceiro do ranking, que deve perder o sua chance pelo título dos médios para Dan Henderson, número 13 da categoria.

- É muito difícil ver o que o Jacaré está tendo que passar... Isso já aconteceu comigo, quando eu deveria ter tido a revanche contra o Conor e me tiraram por causa do business.. Isso desanima a gente, deixa frustrado, mas a gente não pode desistir, o caminho pode ser mais longo para nós, mas a gente passa por cima de quem tiver que passar para provar nossos méritos - encerrou.