Luis Fernando Coutinho 
18/11/2015
14:03
Rio de Janeiro (RJ)

Mais uma grande peronalidade do mundo das lutas comentou a queda do reinado de Ronda Rousey no UFC. Desta vez, o campeão peso pena da organização comentou a derrota da estrela americana no octógono e deu sua opinião em conversa com a imprensa nesta quarta-feira, em sua academia, no Rio de Janeiro.

Questionado sobre o ocorrido com a agora ex-campeã, que foi nocauteada por Holly Holm na luta principal do UFC 193, em Melbourne (AUS), Aldo revela não ter se surpreendido com o resultado. 

- Não, não (se surpreendeu). Acho que é normal, tem vitória e derrota. Holm é ex-campeã de boxe e conseguiu impor o jogo em pé. Acho que não só eu, mas qualquer um sabia que no jogo em pé a Holm ia vencer. O que acho é que o MMA feminino é uma coisa muito nova ainda. Quando um atleta tem uma responsabilidade muito grande... Se você ver, sem comparar nada, mas o Royce na época do jiu-jitsu ele soube usar muito bem e fazer bem. Na minha opinião, o MMA feminino é isso, atingiu uma nova dimensão. A Ronda é a grande campeã, respeito, mas homem não, é mais alto nível. Todos os atletas sabem todas as modalidades, não são como judoca que só pega o braço. Hoje em dia os atletas tem que estar mais preparados - declarou o campeão, que luta com Conor McGregor no dia 12 de dezembro, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 194.

Mais do que o nocaute sofrido por Rousey, o campeão acredita que a derrota pode fazer a americana dedicar todas as suas atenções à carreira de atriz de cinema e modelo. Ele duvida que a ex-campeã consiga recuperar seu título.

- Acho muito difícil. Acho muito difícil até ela voltar a lutar. Hoje em dia pelo rumo que a carreria dela tomou, se eu estivesse ganhando muito dinheiro e fazendo filme, assim como outras coisas, eu partiria para esse lado também. Ia estragar meu rosto tomando porrada? Tá maluco! Eu acho que não é certo, ela pode voltar, claro que pode. Se fosse eu, não voltava - comentou, finalizando sua opinião ao comparar Ronda com a ex-lutadora Gina Carano, que largou as lutas pela carreira de atriz.

- Vejo como a Gina. Era uma grande lutadora, mas quando perdeu para a Cris foi para o caminho de atriz. Não faz dieta, não leva soco... A Ronda mudou o MMA feminino, o Dana (White) falou que não ia ter e teve. Ela fez muito pelo esporte - concluiu.