Gennady Golovkin

Gennady Golovkin (e) bateu Wade e segue invicto

Wilson Baldini Jr.
24/04/2016
11:32
São Paulo (SP)

Com um boxe simples, rápido, preciso, forte e repleto de variedade, o cazaque Gennady Golovkin precisou de apenas 5min37s para nocautear o norte-americano Dominic Wade, na noite deste sábado, no ringue do Forum de Inglewood, em Los Angeles, na Califórnia (EUA).

Foi o 22º nocaute consecutivo de Golovkin, apelidado de GGG, que se mantém invicto, com 35 lutas, das quais 32 foram por nocaute. Wade perdeu pela primeira vez em 19 lutas. O campeão recebeu US$ 2 milhões, enquanto o desafiante ficou com US$ 500 mil.

Depois da vitória, GGG desafiou o vencedor entre Saúl Canelo Álvarez e Amir Khan, que lutam dia 7 de maio, em Las Vegas. "Não me interessa o ganhador, quero o meu cinturão, preciso dele, estou pronto para unificar o título dos médios."

GGG tem os cinturões da Associação Mundial e Federação Internacional de Boxe e está de olho no título do Conselho Mundial de Boxe (CMB), que hoje pertence a Canelo.

O presidente do CMB, Mauricio Sulaiman, anunciou que se Canelo vencer Khan terá a obrigação de dar uma oportunidade a Canelo. Se isso não ocorrer, o mexicano será destituído do título.

Diante de Wade, GGG esteve impecável e seu estilo agressivo entusiasmou os 16.353 espectadores, Mais uma vez, GGG não se preocupou muito com a defesa e disparou 133 golpes, dos quais 54 acertaram em cheio o adversário.
Wade foi à lona logo no primeiro assalto, o que fez os jurados anotarem 10 a 8 para Golovkin. No segundo round, o domínio do pugilista do Cazaquistão foi total, com mais duas quedas do norte-americano..

O direto de direita de GGG foi o golpe mais aplicado, mas foi um upper também de direita que encerrou de vez com as forças do pugilista dos Estados Unidos.

A cada luta GGG ganha um espaço no coração dos fãs do boxe.

CHOCOLATITO

Na preliminar de GGG x Wade, Roman Chocolatito Gonzalez manteve o cinturão dos moscas do Conselho Mundial de Boxe, ao derrotar, por pontos, após 12 assaltos, o porto-riquenho McWilliams Arroyo. Os jurados foram unânimes: 119-109 (duas vezes) e 120-108.

O invicto nicaraguense soma 45 vitórias, com 38 nocautes. Arroyo perdeu a segunda, após 18 combates.