LANCE!
10/02/2017
17:58
Rio de Janeiro (RJ)

Depois que fraturou a perna esquerda contra Chris Weidman, em 2014, Anderson Silva teve de lidar com os pedidos da família para que ele se aposentasse do esporte. Mas, segundo os próprios filhos do ex-campeão dos médios do UFC, isso tudo é passado.

Em entrevista ao site oficial do UFC, dois dos cinco filhos de Spider, Gabriel e Kalyl, garantem que não querem mais ver o pai pendurar as luvas. Antes do UFC 208, que acontece neste sábado, quando Anderson enfrenta Derek Brunson, eles garantem que só querem ver o fim da carreira do pai se esse for o desejo do lutador.

- Ainda tem muita luta dentro dele. Antes eu até queria que ele parasse de lutar, mas tudo isso faz parte dele. Meu pai faz isso desde os 15 anos de idade, é a vida dele que está ali. Não quero que ele pare de fazer o que mais gosta - explicou Kalyl, que foi acompanhado pelo irmão Gabriel. 

- Eu sempre fui contra a ideia de ele parar de lutar. Ele tem que seguir treinando e entrando no octógono enquanto tiver energia e saúde para isso. É isso que está deixando ele mais feliz, sempre estarei junto apoiando - prometeu o Silva.

O UFC 208 acontece neste sábado, no Brooklyn, em Nova York (EUA).  Além de Spider x Brunson, o show conta com as voltas de Ronaldo Jacaré e Glover Teixeira, além da disputa do cinturão peso-pena feminino entre Holly Holm e Germaine de Randamie.