Rafael Feijão

Rafael Feijão está confiante em voltar a vencer pelo Ultimate (FOTO: UFC)

Carlos Antunes
03/02/2016
11:53
Rio de Janeiro (RJ)

Com duas derrotas seguidas, Rafael Feijão não vive um bom momento no UFC, mas não abaixa a cabeça e confia que a reviravolta está próxima. Neste sábado, o lutador enfrenta Ovince St-Preux, no UFC: Hendricks x Thompsom e confia que vai poder mostrar seu potencial no octógono mais famoso do mundo. Em entrevista ao LANCE!, o atleta explicou os motivos de não ter atuado bem.

- Acho que foi uma aglomeração de coisas. Estava sem ritmo de luta, vinha de um tempo parado e sem lesões. Mas isso não é desculpa também. Assinou a luta, botou o pé dentro do octógono o problema é seu. Mas acredito que agora está tudo no momento certo. Tenho essa sensação - disse o lutador.

ASSISTA O UFC: HENDRICKS X THOMPSOM AO VIVO

Com três derrotas em quatro lutas na organização, Feijão sabe que existe o risco de uma demissão, em caso de novo revés. No entanto, o lutador se mostrou tranquilo com essa situação e rechaçou uma pressão extra. Segundo ele, seu estilo de luta favorece para sua manutenção na franquia.

- A maioria das pessoas ficam pressionadas, porque tem como isso sua maneira de viver. Eu não vivo disso. Eu luto porque eu gosto. Claro que com a vitória, você ganha mais dinheiro, mas não é a única forma de viver. Não acredito que demitem por vitória ou derrota, mas vinculado a quanto você vende, seu carisma. Têm vários lutadores que perdem em uma sequência e não são mandado embora - explicou o peso meio-pesado.

Sobre Ovince St-Preux, que na sua última luta foi derrotado por Glover Teixeira, em agosto de 2015, o atleta da X-Gym acredita que esse foi um bom casamento de luta, principalmente pelo estilo agressivo do seu adversário.

- Ele é um atleta bem duro, mas acho que é uma luta boa para mim, o estilo casa. Temos o estilo de matar ou morrer, não gostamos de deixar na mão dos juízes. Ele tem uma envergadura grande, pegador e vem mostrando isso. Ele é top 10, vem sempre enfrentando os melhores e é uma boa luta para eu voltar a ganhar confiança também - completou o lutador.