Carlos Antunes
28/01/2016
09:05
Rio de Janeiro (RJ)

No dia 5 de março, Rafael Dos Anjos será o terceiro brasileiro que Conor McGregor terá pela frente no Ultimate, no UFC 197, pelo cinturão dos leves. Até o momento, o irlandês está invicto, mas no que depender do campeão, essa história vai mudar. Em encontro com os jornalistas, em sua passagem pelo Brasil, o lutador prometeu dar essa alegria aos brasileiros e "vingar" a derrota sofrida por José Aldo, em dezembro de 2015.

- O Aldo é bem famoso no Brasil, tem reconhecimento de muita gente e ele (McGregor) o derrotou. Acho que todo mundo quer ver uma vitória minha sobre ele, brasileiros estão com essa sede de vingança. Quero dar essa felicidade ao povo e tenho certeza que ele não vai fazer história em cima de mim. Vamos dar um pau nesse magrão - afirmou o campeão.


Antes de encarar Aldo, McGregor ficou cerca de um ano abusando das provocações em cima do brasileiro, fato que o incomodou. No entanto, Dos Anjos celebrou o pouco tempo de alfinetadas antes do combate. Isso porque o irlandês terá cerca de apenas dois meses até o confronto.

- Isso que estava pensando. O Aldo ficou muito tempo escutando isso e eu só vou ficar dois meses. Não vou ter que ver a cara desse cara tão cedo. Não deve ter tanta mídia. A gente já fez agora, no Brasil, Las Vegas e agora faltam poucas semanas para a luta e só o verei na semana da luta. Então é focar nos treinos e no dia 5 de março, botar ele no lugar dele - disse.


Atualmente no UFC, Conor McGregor é o lutador com mais mídia e o que mais atrai o público, principalmente pelo seu estilo provocador. Para Dos Anjos, esse é um fator positivo nessa luta, já que também vai ganhar exposição, mas rechaçou ser o rival mais duro que terá pela frente.

- Acho que no meu modo de ver é um luta que tenho mais exposição, será enorme, devido a popularidade dele. Mas não é o maior desafio. Já enfrentei melhores lutadores, como o Cerrone, que é mais alto, forte e perigoso. Teve o Ben Henderson Anthony Pettis. Já encarei adversários melhores do que ele, não tirando a qualidade dele - completou o atleta tupiniquim.