Luis Fernando Coutinho
29/10/2017
09:05
São Paulo (SP)

Após o UFC São Paulo, David Shaw, vice-presidente internacional do UFC, conversou com a imprensa. Entre vários assuntos, o dirigente falou sobre a postura de Colby Covington. Além de provocar a torcida brasileira durante a semana, após a vitória na decisão contra Demian Maia o americano ofendeu os fãs presentes no Ginásio Ibirapuera e acabou vaiado, tendo de deixar a arena rodeado de seguranças e sob chuvas de objetos.

David falou sobre o ocorrido, reconheceu que a postura do atleta foi "desnecessária" e "inapropriada", e explicou que o caso será revisado pela organização.


- No geral, a reação dos fãs foi fatídica. Os fãs brasileiros são inteligentes a respeito do esporte e normalmente são muito barulhentos e enérgicos. Não temos como controlar tudo, mas é algo que não nos deixa feliz (a reação do público contra Colby). Mas vamos rever essa situação. Não ficamos muito felizes, não sei o que pode acontecer, mas vamos rever isso. (A postura de Colby) foi algo desnecessário e inapropriado.Ainda não falei com ele, em termos de punições, isso é relativo. Temos que rever isso, não é algo de que nos orgulhamos - avaliou.

Em sua entrevista após o duelo com Demian, Covington declarou que o "Brasil é um lixão e os brasileiros são animais imundos".

Por conta da polêmica que envolveu Colby Covington, o americano não apareceu para a coletiva de imprensa pós-UFC São Paulo.