Gilbert Durinho (FOTO: Divulgação/UFC)

                Gilbert Durinho perdeu para Rashid Magomedov na decisão unânime (FOTO: Divulgação/UFC)

LANCE!
10/11/2015
16:25
Rio de Janeiro (RJ)

Gilbert Durinho não sabia o que era perder no MMA até encarar Rashid Magomedov no UFC São Paulo, que aconteceu no último sábado, no ginásio do Ibirapuera. Caso tivesse vencido o russo, Durinho poderia figurar agora entre os 15 melhores da categoria. Mas, após três rounds, o campeão mundial de Jiu-Jitsu acabou sofrendo a sua primeira derrota na carreira por decisão unânime dos juízes.

- Foi uma sensação horrível sofrer essa primeira derrota. Principalmente pelo fato de ter me dedicado tanto. Eu preparei uma estratégia e só consegui aplicá-la nos dois primeiros minutos, depois não consegui mais manter a estratégia, que era ir para cima, colocar muita pressão e confundir ele com trocação e queda. Eu só dei uma queda nele no início do primeiro round e aos poucos eu fui deixando ele crescer. Então, o que me frustrou não foi só a derrota, mas sim a minha performance. Foi não ter conseguido fazer o que treinei. Isso me deixou muito triste. Fiquei muito decepcionado com a minha atuação - analisou o atleta da Blackzillians.

O revés afastou Durinho de seu objetivo inicial, que era alcançar o top 15 da categoria dos leves. No entanto, o faixa-preta quer usar essa derrota como lição para corrigir os erros e evoluir para o próximo combate.

- Essa luta serviu para me mostrar que eu tenho muito a melhorar. Eu peguei um adversário de alto nível, acreditei que conseguiria lidar com isso, estava muito confiante, mas acabou que ele me anulou em pé. A estratégia estava montada, colocar muita pressão nele, usar os meus golpes primeiro, usar a mão e combinar com chute e com queda. Mas, para isso, precisava colocar um volume maior, atacar mais. Foi isso o que eu treinei, mas não consegui executar. É um momento bem doloroso pra mim, então vou deixar o tempo passar, voltar a treinar, tentar corrigir todos os meus erros e tirar o máximo de proveito desta derrota - explicou.

Após ver o braço de seu adversário levantado, Durinho acabou se emocionando e deixando escapar algumas lágrimas. Mas o faixa-preta garante que o choro não foi pela derrota e sim pela frustração de não ter conseguido fazer o que treinou.

- Eu sou um cara muito emotivo. Bem diferente do russo, que é um cara bem calmo. Ele me deu uma aula de como manter a calma. Eu entrei muito emotivo, queria muito ganhar e acabou que, quando eu perdi, foi um balde de água fria. Foram três meses de treinamento, investindo no que eu poderia ter de melhor e não consegui fazer o que eu tinha treinando. Acho que foi por isso que eu fiquei muito triste. Mas acredito que essa derrota não veio para me enterrar e sim para me levantar. Então, vou usar isso como um aprendizado. Eu só tenho a agradecer a todo mundo que torceu por mim. Mesmo após a derrota, muita gente ainda está me dando força e eu não quero decepcionar toda essa galera que torce por mim. Agora, é trabalhar duro, dar o meu máximo e voltar melhor - encerrou.