Dana White durante coletiva (Foto: Divulgação)

               Dana White revelou que as circunstâncias não favoreceram os brasileiros -  (Foto: Divulgação)

LANCE!
13/11/2016
15:39
Nova York (EUA)

A noite de sábado (12), foi triste para os brasileiros que lutaram no UFC Nova York, já que Rafael Sapo e Thiago Pitbull acabaram derrotados. Mas fora do cage, dois aspirantes ao título também perderam seus status de possíveis desafiantes.

Na disputa de cinturão entre os meio-médios, Tyron Woodley empatou com Stephen Thompson e manteve o título. Como a luta foi disputadíssima, Dana White revelou na coletiva de imprensa após o show, que deve acontecer uma revanche, descartando Demian Maia como próximo desafiante.

- Foi a luta da noite. Demian está logo ali. Ele vai ter o próximo se quiser esperar, mas se ele quiser lutar de novo… Acontece que foi uma ótima luta e faz sentido, eles vão lutar de novo - disse White, garantindo a revanche.

Já o nocaute brutal de Yoel Romero sobre Chris Weidman, que faturou um bônus por sua performance, também deixou Ronaldo Jacaré a ver navios. O capixaba vai ter que esperar mais um pouco para ter sua chance pelo título dos médios.

- Essa é a luta que faz sentido (Romero x Bisping). Ele bateu o Weidman… Não sei quando será, mas essa é a luta, sem dúvidas - concluiu.

Na luta principal do UFC 205, Conor McGregor, que já era detentor do cinturão dos penas, nocauteou Eddie Alvarez no segundo round e conquistou o título dos leves, realizando feito inédito no Ultimate.