LANCE!
25/09/2016
12:45
Brasília (DF)

Apesar da atuação impecável no UFC Brasília, Cris Cyborg teve diante de si uma adversária que mostrou resistência e garra. Acostumada a atropelar a maioria de suas rivais no primeiro round, a brasileira só conseguiu nocautear a rival no segundo assalto. Mas ela acredita que tenha sido ainda melhor dessa forma.

Em coletiva de imprensa pós-luta, Cyborg afirmou que o fato da luta ter passado do primeiro round possibilitou que ela pudesse mostrar um pouco mais de seu arsenal marcial.

- Sou do muay thai, busco sempre o nocaute. Mas a Lina é uma grande adversária, muito resistente, conseguiu passar do primeiro round e com isso acabei mostrando um pouco mais do meu jogo - avaliou a lutadora. 

A brasileira agora busca novos desafios no peso casado e já declarou que não vai descer de peso para a divisão peso-galo (até 61kg). Como o Ultimate não tem uma categoria peso-pena (até 66kg), Cris deve procurar fazer superlutas com rivais que aceitarem a encarar num peso casado (até 63,5kg).