Jon Jones e Cormier

UFC

LANCE!
07/04/2016
10:18

Campeão dos meio-pesados do UFC, Daniel Cormier teve que deixar a disputa de cinturão, que aconteceria em 23 de abril, nos EUA,  contra o seu único algoz jon jones, por conta de uma lesão. O lutador foi ridicularizado pelo ex-campeão por oferecer ajuda ao novo adversário de Bones e inclusive custear o camp do seu substituto Ovince St. Preux, que lutará pelo título interino.

Em entrevista ao "UFC Tonight", na última quarta-feira (6), o campeão explicou a atitude de oferecer suporte ao novo rival de Jon Jones e garantiu que sabia que o haitiano recusaria o convite e que teria tomado essa atitude apenas para provocar o ex-campeão.

- Meu objetivo era irritar o Jones. Eu tinha noção de que ele (OSP) não iria aceitar, fiz isso para mostrar que posso ser bom com qualquer um menos com o Jon. O inimigo do meu inimigo é meu amigo. Eu ajudo o OSP, o Glover Teixeira, menos o Jones. Confesso que me senti bem ao dizer algumas coisas que não falaria normalmente, mas me senti bem ao colocar isso para fora - disse Cormier, se referindo ao fato de ter chamado o rival de "drogado".

Cormier foi derrotado na decisão por Jon Jones em janeiro de 2015 em disputa de cinturão. Como Bones teve problemas com a justiça americana e teve o título cassado, DC finalizou Anthony Johnson em maio do mesmo ano para conquistar o cinturão da categoria. Em sua primeira defesa de título, em outubro do ano passado, Cormier bateu o sueco Alexander Gustafsson na decisão dividida dos juízes.