Com Minotauro e Zé Mario entre os executivos, FBJJ promete revolucionar o jiu-jítsu no Brasil

Com Minotauro e Zé Mario entre os executivos, FBJJ promete revolucionar jiu-jítsu no Brasil (FOTO: Emanuele Nicola)

LANCE!
20/07/2016
17:40
Rio de Janeiro (RJ)

Uma das principais incentivadoras do jiu-jítsu no mundo, a UAEJJF (Federação de Jiu-Jítsu dos Emirados Árabes Unidos), em parceria com a Federação Brasileira de Jiu-Jítsu, promete revolucionar a arte suave no Brasil. A aposta é em uma melhor organização e na profissionalização do esporte, que passará a ter um calendário vasto de eventos em todo o território nacional, com premiações em dinheiro e viagens para torneios internacionais. À frente do projeto estão o empresário gaúcho e faixa preta Walter Mattos, e os renomados lutadores Rodrigo Minotauro e Zé Mario Sperry. Serão eles os responsáveis por levar a modalidade a um novo patamar.

- Nossa intenção é valorizar mais o grande protagonista do espetáculo, que são os atletas. Dentro do possível, daremos melhores condições para eles se prepararem para as competições e atuarem no mais alto nível possível. Além disso, eles poderão vislumbrar oportunidades profissionais fora do país através dessa parceria com a UAEJJF. O projeto já vem sendo um sucesso e tenho certeza que dentro de pouco tempo nos firmaremos como a principal referência do jiu-jítsu nacional e internacional - afirma Water Mattos, presidente da Federação Brasileira de Jiu-Jítsu.

Além da experiência empreendedora de Walter Mattos, a equipe que comandará o projeto terá como braço forte Rodrigo Minotauro. O ex-campeão do UFC será o diretor executivo da Federação no Brasil e terá, entre outras funções, a responsabilidade de dar visibilidade as ações organizadas.

- Nosso jiu-jítsu é o melhor do mundo, temos os melhores atletas, as melhores equipes, mas deixamos muito a desejar na organização do esporte. Eu vivi isso de perto na minha época de competidor e sei como é difícil você seguir uma carreira de jiu-jítsu. Já vi vários campeões mundiais passando fome. Vamos buscar revolucionar o esporte, dar mais estrutura e condições dos lutadores viverem do jiu-jítsu - afirma Minotauro.

A próxima etapa nacional será em Brasília, em agosto. A expectativa é que mais de 1.000 atletas participem da competição, que premiará os vencedores com pacotes (transporte, hospedagem e inscrição) para o Brazil National Pro, marcado para fevereiro de 2017, em São Paulo.

Além das etapas nacionais, cinco Grand Slams serão organizados durante a temporada 2016/2017. O Brasil será um dos países-sedes e receberá o torneio internacional em novembro, na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo e exclusiva do Combate.