LANCE!
09/11/2016
16:02
Rio de Janeiro (RJ)

Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, Jon Jones estava em posse do cinturão interino da divisão, mas após ser suspenso por um ano por doping, a organização decidiu cassar o título do americano. O talentoso atleta já havia perdido o cinturão linear em 2015, após se envolver em problemas com a justiça americana.

Jon Jones deveria ter enfrentado Daniel Cormier em julho, pelo UFC 200, onde lutaria pela unificação do título, mas como foi flagrado no doping, acabou retirado da disputa e deu lugar a Anderson Silva, que acabou derrotado por DC na decisão, em luta não válida por cinturão.

Em entrevista à ESPN americana, o presidente do UFC Dana White esclareceu o motivo de ter tomado a decisão de retirar o cinturão interino dos meio-pesados das mãos de Jones.

- Não faz sentido algum ele continuar sendo o campeão interino. Ele tinha esse cinturão porque devia ter lutado pelo cinturão em abril. "Você deveria ter lutado pelo cinturão, aqui está", e lhe demos o cinturão interino. No entanto, com tudo que aconteceu com ele nos últimos tempos, Jones não poderia continuar com o cinturão - disse White.

Bones não luta desde abril, quando derrotou Ovince St. Preux na decisão unânime dos juízes e conquistou o cinturão interino. A USADA condenou o lutador a um ano de suspensão por doping e o americano estará livre para retornar ao octógono em julho de 2017.