LANCE!
08/10/2016
22:54
Manchester, Inglaterra

Três brasileiros marcaram presença no card preliminar do UFC Manchester, neste sábado (8), na Inglaterra, e quem roubou a cena foi Iuri Marajó, que atropelou o inglês Brad Pickett ainda no primeiro round, em uma atuação irrepreensível. Na primeira luta da noite, Leo Santos manteve a invencibilidade no UFC ao derrotar o compatriota Adriano Martins na decisão dividida.

Cotovelada 'a la Jon Jones' abre caminho para vitória de Marajó
Iuri Marajó chegou mostrando quem mandava dentro do cage e entrou para decidir. Logo no começo da peleja, o lutador aplicou uma cotovelada giratória que explodiu na cabeça do inglês, mostrando que os treinos na academia de Jon Jones surtiram efeito. Aproveitando que Pickett estava atordoado, Marajó aplicou uma dura sequência que levou o inglês a knockdown.

Iuri deu um passeio no chão, conseguiu a montada, de onde arrochou o triângulo. O inglês tentou se defender, mas Marajó variou a posição, saindo para o arm-lock, obrigando Pickett a fazer o giro e a cair dentro do triângulo novamente. Em menos de dois minutos, o brasileiro liquidou a fatura e se recuperou da derrota para Jimmie Rivera em grande estilo.

Léo Santos bate Adriano Martins e pede por Michael Chiesa

Na luta de abertura, os brasileiros Adriano Martins e Léo Santos fizeram um combate bastante morno e sem muita efetividade. O faixa-preta da Nova União começou dominando a luta com alguns chutes no corpo do manauara, que caminhava para frente, mas era contra golpeado.

No segundo round pouca ação entre os atletas, que quase não desferiram golpes. No round final, Adriano Martins conectou um golpe limpo no rosto do rival, abrindo um ferimento. Após três rounds mornos e diante de vaias, o árbitro deu a vitória na decisão dividida para Léo Santos, que segue invicto no UFC e pede para enfrentar o campeão do TUF americano, Michael Chiesa. 

Mike Perry nocauteia Danny Roberts em combate eletrizante

A segunda luta da noite compensou a monotonia vista na luta de abertura: Danny Roberts e Mike Perry deixaram tudo que tinham dentro do octógono e fizeram um combate eletrizante. O inglês desferiu bons golpes nos dois primeiros rounds, mas a mão mais pesada de Mike Perry fez a diferença e Roberts foi salvo pelo gongo nas duas primeiras parciais.

No último round não deu tempo para o inglês ser salvo pelo gongo, já que o americano aplicou uma sequência impiedosa no rival, conectando um direto, uma joelhada no rosto e mais dois golpes no solo. É a nova vitória por nocaute do americano, que segue invicto no MMA, anotando o segundo triunfo nos meio-médios do Ultimate.

Inglês atropela polonês e estreia no UFC com pé direito

O inglês Marc Diakiese levantou a torcida com uma atuação impecável e mostrou porque é uma promessa na divisão dos leves. O moicano nocauteou o polonês Lukasz Sajewski no segundo round, após o encurralar na grade e aplicar uma sequência de seis socos potentes, estreando com o pé direito no UFC.

Confira abaixo os resultados do card preliminar do UFC 204:

Iuri Marajó finalizou Brad Pickett com um triângulo a 1:59min do R1 
Damian Stasiak finalizou Davey Grant com um arm-lock aos 3:56min do R3
Leon Edwards finalizou Albert Tumenov com um mata-leão aos 3:01min do R3
Marc Diakiese derrotou Lukasz Sajewski por nocaute aos 4:40 min do R2
Mike Perry nocauteou Danny Roberts aos 4:40 min do R3
Léo Santos derrotou Adriano Martins na decisão dividida dos juízes