LANCE!
08/04/2016
19:00

Se quando era campeã dos galos do UFC, Ronda Rousey nunca se mostrou disposta a enfrentar Cris Cyborg em um peso combinado, já que a brasileira luta no peso-pena, a atual campeã Miesha Tate pensa completamente diferente.

Para a Cup Cake, uma superluta contra a atual campeã do Invicta e que estreia no UFC, no dia 14 de maio em Curitiba, contra Leslie Smith, seria uma situação onde ela só teria a ganhar, conforme a americana declarou ao site "MMA Junkie". 

 - Para ser honesta, essa é uma situação em que eu só tenho a ganhar. Cris é uma mulher selvagem, forte e dominante. Ela tritura suas adversárias. O que eu teria a perder? Se eu a vencer, isso aumentaria o meu legado. Eu adoraria ter essa oportunidade. No entanto, se ela me vencer, é isso. Foi uma decisão minha subir de peso para enfrentá-la. Estou disposta a encarar os maiores desafios possíveis - disse Tate.

Enquanto não faz sua luta dos seus sonhos, Miesha Tate fará a sua primeira defesa de cinturão diante da baiana Amanda Nunes, no dia 9 de julho, pelo UFC 200, que acontece em Las Vegas (EUA).