icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
01:08

A luta principal do UFC Canadá, que aconteceu neste domingo, em Saskatoon, colocou frente a frente dois dos atletas mais talentosos da categoria dos penas. No duelo entre o número cinco contra o número sete do rankings da divisão, melhor para o que já estava na frente. Em duelo, rápido, Charles Do Bronx acabou se lesionando e foi derrotado por Max Holloway ainda no primeiro round por nocaute técnico aos 1m37seg.

O combate começou movimentado, com o havaiano assumindo o controle do centro do octógono. Após alguns golpes no corpo, Charles respondeu com chutes altos. Depois de encurralar o paulista e acertar alguns socos, Do Bronx buscou a derrubada na grade, mas Holloway se desvencilhou. Ao se levantar, ele enconstou na grade e colocou a mão na clavícula, fazendo cara de dor, sem continuar a luta, O árbitro interrompeu e declarou o combate como encerrado. A organização não anunciou o que aconteceu, mas a impressão foi de que Charles se machucou na hora de aplicar a derrubada. 

- Peço que todos rezem por Charles, nós vivemos disso, espero que ele se recupere e quero agradecer a minha equipe. Sei que muitos me vêem como um potencial desafiante ao título, então gostaria de enfrentar Frankie Edgar. Vamos fazer isso no Hawaii, UFC - pediu o lutador, logo após o combate.

Aos 23 anos, Max Holloway alcançou sua 14ª vitória na carreira em 17 lutas. O havaiano agora emplaca sete vitórias consecutivas na divisão dos penas. Já Do Bronx, tem interrompida uma sequência de quatro vitórias consecutivas. O brasileiro agora marca 20 triunfos e cinco derrotas em sua trajetória no MMA.

Erick Silva cansa e perde na decisão para Neil Magny
A co-luta principal do UFC Canadá colocou no ocógono dois dos lutadores mais empolgantes do show. Porém, a luta não correspondeu às expectativas. O confronto começou com bastante movimentação. Enquando Erick buscava encontrar a distância, Magny encurtava e trabalhava a luta agarrada, colocando para baixo. O brasileiro chegou a trabalhar seu jiu-jitsu em algumas situações, mas a primeira etapa foi de domínio americano, que terminou o round montado e batendo por cima, com o brasileiro sendo salvo pelo gongo. Na segunda etapa, o brasileiro melhorou, mas demonstrou cansaço. Magny seguiu no controle das ações e mais ativo, acertando um volume maior de golpes. No último round, mais do mesmo. O americano esbanjou desempenho físico e seguiu melhor até o fim, controlando as ações.

Confira os resultados do card principal do UFC Canadá
Max Holloway venceu Charles Do Bronx por nocaute técnico (desistência)
Neil Magny venceu Erick Silva na decisão dos juízes
Patrick Cote nocauteou Josh Burkman no terceiro round
Francisco Massaranduba nocauteou Chad Laprise no primeiro round
Olivier Aubin-Mercier venceu Tony Sims na decisão dos juízes
Valerie Letourneau venceu Maryna Moroz na decisão dos juízes
 

A luta principal do UFC Canadá, que aconteceu neste domingo, em Saskatoon, colocou frente a frente dois dos atletas mais talentosos da categoria dos penas. No duelo entre o número cinco contra o número sete do rankings da divisão, melhor para o que já estava na frente. Em duelo, rápido, Charles Do Bronx acabou se lesionando e foi derrotado por Max Holloway ainda no primeiro round por nocaute técnico aos 1m37seg.

O combate começou movimentado, com o havaiano assumindo o controle do centro do octógono. Após alguns golpes no corpo, Charles respondeu com chutes altos. Depois de encurralar o paulista e acertar alguns socos, Do Bronx buscou a derrubada na grade, mas Holloway se desvencilhou. Ao se levantar, ele enconstou na grade e colocou a mão na clavícula, fazendo cara de dor, sem continuar a luta, O árbitro interrompeu e declarou o combate como encerrado. A organização não anunciou o que aconteceu, mas a impressão foi de que Charles se machucou na hora de aplicar a derrubada. 

- Peço que todos rezem por Charles, nós vivemos disso, espero que ele se recupere e quero agradecer a minha equipe. Sei que muitos me vêem como um potencial desafiante ao título, então gostaria de enfrentar Frankie Edgar. Vamos fazer isso no Hawaii, UFC - pediu o lutador, logo após o combate.

Aos 23 anos, Max Holloway alcançou sua 14ª vitória na carreira em 17 lutas. O havaiano agora emplaca sete vitórias consecutivas na divisão dos penas. Já Do Bronx, tem interrompida uma sequência de quatro vitórias consecutivas. O brasileiro agora marca 20 triunfos e cinco derrotas em sua trajetória no MMA.

Erick Silva cansa e perde na decisão para Neil Magny
A co-luta principal do UFC Canadá colocou no ocógono dois dos lutadores mais empolgantes do show. Porém, a luta não correspondeu às expectativas. O confronto começou com bastante movimentação. Enquando Erick buscava encontrar a distância, Magny encurtava e trabalhava a luta agarrada, colocando para baixo. O brasileiro chegou a trabalhar seu jiu-jitsu em algumas situações, mas a primeira etapa foi de domínio americano, que terminou o round montado e batendo por cima, com o brasileiro sendo salvo pelo gongo. Na segunda etapa, o brasileiro melhorou, mas demonstrou cansaço. Magny seguiu no controle das ações e mais ativo, acertando um volume maior de golpes. No último round, mais do mesmo. O americano esbanjou desempenho físico e seguiu melhor até o fim, controlando as ações.

Confira os resultados do card principal do UFC Canadá
Max Holloway venceu Charles Do Bronx por nocaute técnico (desistência)
Neil Magny venceu Erick Silva na decisão dos juízes
Patrick Cote nocauteou Josh Burkman no terceiro round
Francisco Massaranduba nocauteou Chad Laprise no primeiro round
Olivier Aubin-Mercier venceu Tony Sims na decisão dos juízes
Valerie Letourneau venceu Maryna Moroz na decisão dos juízes