Kayla Harrison

                 Harrison é a única americana da história a conquistar medalha de ouro no judô olímpico (Foto:AFP)

LANCE!
13/12/2016
17:48
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de repetir na Rio-2016 o feito de Londres-2012 e conquistar uma medalha de ouro olímpica no judô, Kayla Harrison pode estar diante de novos desafios. A americana já declarou estar aberta a migrar para o MMA. Mas ela ainda precisa desenvolver algumas questões em sua mentalidade. Até lá, ela vê com bons olhos sua chegada ao World Series of Fighting.

- Não sei se vou mudar minha vida por um mundo onde você consegue lutas pelo quanto bonita você é ou como fala. O World Series of Fighting está procurando trazer alguma legitimidade para o esporte e ter verdadeiros atletas que são tratados como atletas reais, não como astros do WWE (evento de lutas coreografadas famoso nos EUA). Espero ver mais o lado profissional contra o lado do entretenimento. Mas eu não estou no comando - declarou a americana campeã olímpica, em entrevista ao New York Times.

No judô, Kayla compete na divisão meio-pesado (até 78kg). Já no MMA, ela diz que atuaria na divisão peso-pena (até 65,7kg). O maior nome dessa categoria atualmente é Cris Cyborg; Ronda Rousey é lutadora peso-galo (até 61,2kg)

- Judô é sobre desarmar seu oponente, se defender, mas nunca matá-los. Mas MMA é como gladiar nos tempos modernos. Então, sim, estou com medo. Absolutamente. Seria tola se não estivesse - confessou.

Após a Rio-2016, Kayla Harrison comemorou o bicampeonato olímpico e deixou no ar a chance de se tornar lutadora de MMA. Apesar da ideia, não há nada oficial a respeito da chegada da judoca no MMA.