icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
icons.title signature.placeholder Carlos Antunes
30/08/2015
17:43

Depois de ser eliminado na disputa das categorias do ADCC, em São Paulo, Ben Henderson já havia demonstrado desejo de lutar no absoluto, onde não existe limite de peso. O pedido do americano foi atendido e ele ganhou esta oportunidade, mas encarou logo de cara um dos favoritos: Rodolfo Vieira, que foi derrotado nas semifinais por João Gabriel Rocha.

Rodolfo foi campeão na divisão até 99kg, enquanto Bendo atuou no limite até 77kg. Com a diferença física entre os dois, o brasileiro soube usar isso a seu favor, além de ser um dos lutadores mais talentosos da nova geração do jiu-jitsu, multicampeão na modalidade.

No início do combate, que não havia de ser diferente, Rodolfo partiu para o ataque e colocando sua pressão característica, enquando o ex-campeão dos leves do Ultimate soube bem se defender. Após os dez minutos sem valer a pontuação, o faixa-preta da arte suave conseguiu encaixar um triângulo e uma kimura até ver seu adversário dar os três tapinhas.

Apesar da derrota, Ben Henderson se mostrou feliz com a apresentação. Depois de cumprimentar o adversário no chão, falou com todos os árbitros e foi correndo para os vestiários, com um semblante de satisfação, acompanhado do amigo e córner no duelo Augusto Tanquinho.

A decisão do absoluto foi entre João Gabriel Rocha e Claudio Calasans, que derrotou Yuri Simões nas semifinais. O segundo sagrou-se campeão por pontos.

Depois de ser eliminado na disputa das categorias do ADCC, em São Paulo, Ben Henderson já havia demonstrado desejo de lutar no absoluto, onde não existe limite de peso. O pedido do americano foi atendido e ele ganhou esta oportunidade, mas encarou logo de cara um dos favoritos: Rodolfo Vieira, que foi derrotado nas semifinais por João Gabriel Rocha.

Rodolfo foi campeão na divisão até 99kg, enquanto Bendo atuou no limite até 77kg. Com a diferença física entre os dois, o brasileiro soube usar isso a seu favor, além de ser um dos lutadores mais talentosos da nova geração do jiu-jitsu, multicampeão na modalidade.

No início do combate, que não havia de ser diferente, Rodolfo partiu para o ataque e colocando sua pressão característica, enquando o ex-campeão dos leves do Ultimate soube bem se defender. Após os dez minutos sem valer a pontuação, o faixa-preta da arte suave conseguiu encaixar um triângulo e uma kimura até ver seu adversário dar os três tapinhas.

Apesar da derrota, Ben Henderson se mostrou feliz com a apresentação. Depois de cumprimentar o adversário no chão, falou com todos os árbitros e foi correndo para os vestiários, com um semblante de satisfação, acompanhado do amigo e córner no duelo Augusto Tanquinho.

A decisão do absoluto foi entre João Gabriel Rocha e Claudio Calasans, que derrotou Yuri Simões nas semifinais. O segundo sagrou-se campeão por pontos.