Luis Fernando Coutinho
05/04/2016
12:17
Rio de Janeiro (RJ)

No último dia 25 de março, Renan Barão completou nove meses longe do octógono. O potiguar nunca ficou tanto tempo sem lutar desde que ingressou no Ultimate, em maio de 2011. Após a segunda derrota por nocaute para TJ Dillashaw, o lutador precisou de tempo para tomar a decisão de subir de categoria e se livrar do desgaste sofrido por conta do corte de peso. No dia 29 de maio, depois de completar dez meses sem lutar, ele estreia nos penas contra Jeremy Stephens, pelo UFC Fight Night em Las Vegas (EUA). E a saudade do octógono se transforma em motivação para "ensinar" o rival a respeitar um ex-campeão da divisão.

Em entrevista ao LANCE!, Barão comentou a recente declaração de Stephens, que declarou ao site do canal Combate ver o brasileiro "quebrado mentalmente" na carreira. 

- Ele está totalmente errado. Cada luta é uma luta, e aquela luta aconteceu daquele jeito, tinha uma perda de peso agressiva e não tinha a recuperação 100% esperada. Na luta aconteceu aquilo. Mas pode ter certeza de que vou estar 100% na nossa luta e vou nocauteá-lo para ele aprender... - prometeu o ex-campeão, em conversa por telefone.

Segundo o potiguar, a decisão de subir dos galos (até 61,2kg) para os penas (até 65,8kg) foi tomada em equipe, mas com a ênfase maior dada pelo próprio lutador, que entendeu o desgaste pelo qual estava passando.

- Na realidade, fui eu e toda a equipe (que optou pela mudança de peso). Mas principalmente eu, que cheguei e falei que seria a melhor decisão. Pensamos no que era melhor pra mim. Eu estava com uma perda de peso muito bruta, um desgaste grande na perda de peso e a recuperação não estava 100% . Isso era visível nas minhas lutas. Eu treinava 100%, mas na luta não rendia o que sempre rendi - explicou.

Confira um bate-papo com Renan Barão
O que você achou de encarar o Jeremy Stephens (top 10 da categoria dos penas) logo de cara na divisão?
Pra mim está ótimo, sou um atleta do UFC, nunca escolhi rival, quem me jogarem vou tentar dar o meu melhor sempre. Estou tranquilo, o Jeremy é um cara duro e estou bem.

TJ Dillashaw aplicou série avassaladora de socos para nocautear Renan Barão (FOTO: Divulgação/UFC)
Barão perdeu duas vezes para TJ Dillashaw (FOTO: Divulgação/UFC)


Como será a sua preparação?
Minha preparação está o melhor possível, estou fazendo um excelente trabalho aqui em Natal-RN, não sei quando vou para o Rio, ou se vou para o Rio fazer o fim lá. Estou gostando de ficar aqui perto da família, treinando bem e o público verá um Barão bem agressivo e caindo para dentro, como sempre.

O que você achou da experiência de participar do The Ultimate Fighter 23 como convidado do Time Gadelha?
Foi muito legal, gostei bastante, muito interessante, diferente do que estamos acostumados. É bem legal, fiemos amizades e pessoas novas. Achei interessante essa experiência e poder ajudar o time da amiga Claudinha.

Qual sua expectativa em relação ao corte de peso?
Fico bem tranquilo. Na realidade, quando saía do Brasil, já saía no peso dessa categoria. Então já vinha sofrendo bastante muito antes do dia da pesagem. Dessa vez, vai ser bem mais tranquilo, uma perda pequena. Vai ser tranquilo e vou poder me preocupar mais com a luta, nada com peso.

O que os fãs podem esperar do Barão nos penas?
Vou estar preparado para dar um grande show a todos os fãs. Podem esperar um Barão agressivo e com vontade de lutar. Estou com muita saudade de lutar e já sonho subir no octógono para poder lutar.