Iliarde

                     Iliarde Santos derrotou Bruno Viana na decisão dividida dos juízes laterais - (Foto: Divulgação)

LANCE!
26/04/2016
15:20
Rio de Janeiro (RJ)

Pela primeira vez na história, uma organização brasileira de MMA sediou dois eventos no mesmo dia, em locais diferentes. O Aspera Fighting Championship alcançou este feito no último sábado, dia 23 de abril, com suas edições 35 e 36, respectivamente em Ji-Paraná, em Rondônia, e nas Ilhas Canárias, na Espanha, esta em parceria com o Ansgar Fighting League.

Foi também a primeira vez desde 2006 que um evento brasileiro foi realizado fora do país. Na edição nacional, vitória de Iliarde Santos, ex-UFC, sobre a revelação Bruno Viana, na luta principal, e triunfo de Alexandre Sangue, da Kings MMA, sobre Wesley Oliveira, da Chute Boxe.

Já na cidade de Las Palmas, melhor para os espanhóis no Desafio AFC vs AFL, realizado na categoria até 77kg. Vitórias de Juanma Suárez sobre Dede Santos, por chave-de-braço no segundo round, e de Gerardo Lima em cima de Gabriel Macario, com um mata-leão ainda no primeiro assalto. Na próxima edição do desafio, no segundo semestre deste ano, os brasileiros é que receberão os espanhóis, contando com o fator "casa" para vencer.

- Ficamos muito orgulhosos em fazer parte da história do MMA brasileiro de uma forma tão marcante", celebra Marcelo Brigadeiro, presidente do Aspera FC. Temos levado as artes marciais mistas para todo o Brasil e agora também levamos o nome do Aspera e a nossa bandeira para a Espanha. Agradecemos aos nossos parceiros por tornarem isso realidade. Foram dois grandes shows, com lutas de alto nível, e que dão uma prova do que vem por aí nos próximos meses. Traremos muita ação e MMA de qualidade nos próximos eventos - conclui.

As duas próximas edições do Aspera Fighting Championship serão no no mês de maio. No dia 4, a cidade de Lima, no Peru, recebe o Desafio AFC vs FFC (Fusion Fighting Championships), com seis brasileiros enfrentando seis peruanos. No dia 27, o Aspera realiza grande evento em Barueri, Região Metropolitana de São Paulo, no ginásio José Corrêa, palco de duas edições do UFC.

Pupilo de Mauricio Shogun e treinando na Kings MMA, Alexandre Sangue deu show no AFC 35 desde antes de subir ao cage. Fantasiado de anjo, entrou para a co-luta principal ao som de "Aquele 1%", sucesso de Wesley Safadão, e não deixou nem 1% de dúvida de que merece disputar o cinturão peso-leve: finalizou Wesley Oliveira com um incrível triângulo voador em apenas 51 segundos do primeiro round. A luta está marcada para o dia 18 de junho, no Aspera FC 41, na cidade catarinense de Balneário Camboriú. O adversário seria o veterano Ricardo Tirloni, mas este, lesionado, será substituído por outro nome a ser anunciado em breve.

Um dos veteranos mais vitoriosos em atividade no Brasil, Iliarde Santos fez uma luta duríssima com Bruno Viana, principal lutador do MMA de Rondônia. Após três rounds de muita combatividade, o ex-atleta do UFC teve o braço erguido na decisão dividida dos juízes laterais. Foi sua trigésima vitória na carreira, a terceira em cinco exibições desde que saiu do UFC, em outubro de 2013.

A vitória de Iliarde foi uma das duas únicas lutas que passaram do primeiro round. Nas outras seis, incluindo a de Alexandre Sangue, todas terminaram com finalizações ou nocautes antes do primeiro intervalo. Destaque para o peso-mosca Rômulo Baiano, da Chute Boxe/Cyborg Team, que nocauteou Clebinho Oliveira, da Impacto MMA, por nocaute em apenas 20 segundos.