Aspera FC 38: Junior Baby domina combate e fica com o cinturão inaugural da categoria até 120kg

                 Baby domina luta e fica com o cinturão da divisão até 120kg (FOTO: Bruno Riganti/Divulgação)

LANCE!
28/05/2016
16:30
Rio de Janeiro (RJ)

O Aspera FC 38 levou aos fãs de MMA um card com 30 lutas. E o show foi completo com nocautes, finalização e um campeão declarado. No evento principal, o cinturão inaugural na categoria até 120kg ficou na cidade de Paranaguá, interior do Paraná. Junior Baby mostrou todo o seu talento, dominou o paulista Tiago Cardoso no combate em pé, e sagrou-se o primeiro campeão com uma cotovelada avassaladora no terceiro e último round. O show ainda contou com mais de 29 lutas no Ginásio José Corrêa, em Barueri, São Paulo, na noite de sexta-feira, dia 27 de maio. Na co-luta principal do evento, o norte-americano e participante do TUF 16, Tim Ruberg, também não deu chances ao brasileiro Ricardo Ribeiro e com uma sequência de socos venceu.

- Como esperávamos fizemos um evento do tamanho que o Aspera tem que ser. Foi uma noite de grandes lutas, com lutadores respeitados. Estamos satisfeitos em ver que mais uma vez organizamos um show que levantou o público. Em 2016 o Aspera ainda vai fazer belos eventos, dentro e fora do Brasil, e o amante do MMA pode esperar que o ano está só começando - comemora o presidente do AFC, Marcelo Brigadeiro.

Baby é soberano contra Tiagão e leva o cinturão inaugural
O cinturão da divisão até 120kg tem seu primeiro campeão. A disputa inaugural da categoria consagrou Junior Baby como vencedor, depois de um combate dominante contra Tiagão Cardoso. O paranaense foi mais agressivo e conduziu o duelo da forma como quis. Diante de um adversário com maior envergadura, a técnica de Baby prevaleceu. Nos dois primeiros rounds, um show de trocação, que culminou na vitória no terceiro round. Em vantagem na maior parte dos 14 minutos de luta, coube a Junior segurar o ímpeto de Cardoso, já cansado, e no último assalto, com uma cotovelada na têmpora, levar o rival ao chão a 46 minutos do gongo soar.

- Sabia que seria difícil porque ele é forte. Meu preparo não era o apropriado, porque temos dificuldades no Brasil. Tenho ótimos treinadores e isso foi diferencial. Sempre tive tranquilidade para render o máximo possível. Entrou umas duas ou três mãos e ele não sentiu. Tiagão é forte. Entrei para nocautear. Sabia que não podia ir para dentro com tudo e tinha que esperar ele cansar. Aproveitei o momento certo para acabar com a luta - afirmou o novo campeão.

A vitória de Baby impôs a primeira derrota para Tiago Cardoso em sete lutas profissionais na carreira. Já Junior atingiu a marca de 13 vitórias em seu cartel, com apenas duas derrotas.

Ruberg vence fácil e Rene Soldado nocauteia
Ex-participante do TUF 16, o norte-americano Tim Ruberg não deu brechas para o rival Ricardo Ribeiro na co-luta principal da noite. Em pouco mais de dois minutos de combate, dominou o adversário, sem dificuldades, e venceu com uma forte sequência de socos, garantindo sua décima-terceira vitória na carreira, aos 33 anos, com apenas duas derrotas.

Na terceira luta principal da noite, Renê Soldado também dominou Fabrício Oliveira, primeiramente no chão e depois na trocação, e com um bom repertório de socos não deu reação ao rival, fechando o duelo com um boa e respeitável vitória no segundo round.

Ex-participantes do TUF Brasil deixam cage com vitória

Nomes conhecidos do MMA nacional, os ex-lutadores do TUF Brasil foram destaques no AFC 38. Entre eles, Cleiton Foguete que foi superior a Giovane Bueno e finalizou o rival ainda no primeiro round, depois de dominar os quatro minutos de combate. No card preliminar, de volta da aposentadoria, Juliano Ninja levantou a plateia. No combate diante de Damyão Edson, o veterano lutador chegou à sua décima vitória ao nocautear o rival ainda no primeiro round com um potente soco.

Entrada com "Carreta Furacão" diferencia Gabriel Macário
Gabriel Macário foi um show à parte no confronto com Juliano Militão. Entrou para o combate fantasiado com seus corners da famosa Carreta Furacão, que se destaca por danças em público e vídeos na internet, e vestido de Fofão. Precisou de menos de dois minutos para acertar um belo direto no rival e deixar o cage com sua quinta vitória na carreira e voltar a dançar para celebrar o triunfo.

Atleta do Invicta FC, Janaisa Morandin, mostrou porque tem contrato com a grande organização e manteve a invencibilidade na carreira - agora com oito vitórias - ao nocautear Lavínia Ione no segundo round com uma boa sequência no ground and pound. No início do card principal, Markus Maluco fez um duelo lá e cá com Fabricio Almeida. Melhor para o primeiro, que com uma potente cotovelada deixou o rival na lona no terceiro round.

Confira os resultados do evento

Luta principal - Disputa de Cinturão até 120kg
Júnior "Baby" venceu Thiago Cardoso por nocaute aos 4min e 12seg e foi declarado campeão da divisão até 120kg
Card Principal
Tim Ruberg venceu Ricardo Ribeiro por nocaute técnico aos 2min e 44seg do primeiro round
Renê Soldado venceu Fabrício Azevedo por nocaute técnico aos 2min do segundo round
Janaísa Morandin venceu Lavínia Ione por nocaute técnico aos 1min e 50seg do segundo round
Gabriel Macario venceu Juliano Militão por nocaute aos 1min e 36seg do primeiro round
Cleiton Foguete venceu Giovane Bueno por finalização triângulo aos 4min e 44seg do primeiro round
Markus Maluko venceu Fabrício Almeida por nocaute aos 2min e 27seg do terceiro round
Card preliminar
Felipe Buakaw venceu Thiago Duarte por decisão unânime dos juízes laterais
Juliano Ninja venceu Damyão Edson por nocaute técnico no primeiro round
Tiago Samurai venceu Leandro Apagão por decisão unânime dos juízes laterais
Léo Capoeira venceu Vinícius Super Shock por decisão unânime dos juízes laterais
Willian Hoffmann venceu Jhon Malvadeza por finalização mata-leão no primeiro round
Alan Salgado venceu Rodrigo Capoeira por nocaute técnico no primeiro round
Card pós-principal (a partir das 23h)
Eder Gama venceu Anderson Ulysses por finalização no primeiro round
Uyran Presunto venceu Adriano Boi Bandido por nocaute técnico no primeiro round
Maíra Mazar venceu Arielle Souza por nocaute no primeiro round
Deivid Teixeira venceu Washington Luis por finalização katagatame no primeiro round
Wellington Burcão venceu Fernando Garcia por decisão unânime dos juízes laterais
Wallyson Maguila venceu Eli Indiao por decisão unânime dos juízes laterais
William Paraíba venceu Thiago Tubarão por nocaute no segundo round
Leandro Compri venceu Bruno Zumbi por finalização katagatame no primeiro round
Wilson Fonseca venceu Rafael Lopes por decisão unânime dos juízes laterais
Leonardo Cabeção venceu Ronald Castelamari por nocaute técnico no primeiro round
Nivanílson Chapolim venceu Marcelo Matias por decisão unânime dos juízes laterais
Thiago Pará (Team 4 Life) x João Chico Bento (Garcia Combat Club)
Antônio Piauí venceu Jeffinho Cabuloso por finalização mata-leão no segundo round
Augusto Sparta venceu MIchael Leite por finalização no primeiro round
Evandro Barbosa venceu Patrick Gomes Silva por decisão unânime dos juízes laterais
Fábio Henrique venceu Soslenis Grilinho por decisão unânime dos juízes laterais
Junith Luan venceu Rian Martinazzo por decisão unânime dos juízes laterais