Dan Henderson foi nocauteado por Vitor Belfort no UFC São Paulo (FOTO: William Lucas/Inovafoto)

Dan Henderson em sua última lutar, contra Vitor Belfort, no UFC São Paulo (FOTO: William Lucas/Inovafoto)

LANCE!
04/06/2016
14:52
Inglewood (EUA)

Campeão do Strikeforce, dono de dois cinturões do Pride simultaneamente e vencedor de um torneio do UFC. Essas são as grandes credenciais de Dan Henderson, que tem flertado com a aposentadoria após a luta deste sábado contra Hector Lombard, no card principal do UFC 199.

Aos 46 anos, Hendo vem de seis derrotas nas últimas oito lutas e admite que já pensa em se aposentar, apesar de manter um mistério em torno das circunstâncias nas quais irá pendurar as luvas:

- Eu quero me manter envolvido com o esporte, mesmo após parar. Essa é a minha certeza. Posso parar após a luta com Lombard ou lutar mais cinco vezes. Vamos ver o que o UFC vai me oferecer após esse combate.

Henderson, que já venceu nomes como Mauricio Shogun, Fedor Emelianenko, Wanderlei Silva, Vitor Belfort e Renzo Gracie, admitiu que se o Ultimate lhe oferecer um emprego fora do octógono, ele irá aceitar:

- Se Dana White e eu sentarmos, conversarmos e ele me oferecer um emprego fora da luta, eu vou aceitar.