LANCE!
07/12/2016
11:35
Rio de Janeiro (RJ)

José Aldo caiu diante de Conor McGregor em 13 segundos. No UFC 194, ocorrido em dezembro passado, o brasileiro sofreu a pior derrota da carreira. E após dez anos de invencibilidade e com um reinado dominante no octógono, ele esperava a revanche com o irlandês, mas nunca teve. Segundo Dana White, presidente do evento, parte dessa culpa é de McGregor.

Em entrevista ao site do canal Combate, Aldo disse ter ouvido do próprio Dana que o irlandês se recusou a fazer uma revanche.

- Se você for ver a história do UFC, o campeão dominante sempre teve uma revanche imediata, só comigo não aconteceu. Por que isso? Isso ninguém vê, ninguém olha. Isso é porque ele nunca aceitou a luta comigo, e ele sempre escolhe um adversário que sabe que tem grandes chances de ganhar - reclamou o manauara, que ainda criticou o cenário atual do Ultimate.

- É uma bagunça, o UFC está uma bagunça faz tempo. Não é só com o Aldo, isso já vem acontecendo bem antes. Isso embaraçou o peso pena, agora o peso leve, o Khabib (Nurmagomedov) assinou dois contratos para lutar pelo título e não lutou. Também no 77kg, tem o Demian (Maia) para esperar, o Ronaldo Jacaré já está há muito mais tempo. (...) A bagunça está generalizada. Agora, basta o cara ter um pouco de inteligência e tirar proveito da situação - definiu.

Segundo Dedé Pederneiras, ainda em entrevista ao veículo, o dirigente detalhou parte da conversa com Conor, que se mostrou irredutível a um acordo para realizar a revanche com Aldo.

- Na reunião, o Dana deixou bem claro para a gente sobre a revanche: “Não posso obrigar ninguém a lutar, já tentei de tudo quanto foi jeito e ele não quer fazer a revanche”. Foi o Dana que deixou isso claro para a gente, não saiu da nossa cabeça. O Dana deixou bem claro que não pode obrigar ninguém a lutar com o outro. Ele pode tentar induzir, oferecer, mas não obrigar. Ele falou: “Não tem como colocar uma arma na cabeça do cara e dizer que vai lutar contigo”. (...) O que causa estranheza para mim é que se você pegar o final da luta, ele vira para o Aldo e fala assim: “A gente pode tentar isso de novo”. Só que só foi naquele momento. Depois disso nunca mais quis - recordou.

José Aldo é o atual campeão absoluto dos penas do UFC. Depois de conquistar o título interino, no UFC 200, em julho, o brasileiro foi promovido devido a falta de atividade de McGregor na divisão dos penas desde que conquistou o cinturão, em dezembro passado.