LANCE!
27/09/2016
20:45
Rio de Janeiro (RJ)

A notícia de que Conor McGregor irá disputar o cinturão dos leves enquanto mantém o título dos penas não foi bem digerida por José Aldo, atual campeão interino dos penas. Depois de ver seu maior rival prestes a disputar o cinturão dos leves, o brasileiro desabafou, disse não acreditar mais em Dana White, presidente do UFC, e pediu o cancelamento de seu contrato.

Em entrevista ao site do canal Combate, Aldo afirmou estar cansado de ser enganado pelo Ultimate. Após a declaração de Dana, que disse querer ver uma revanche entre ele e McGregor, o anúncio do duelo entre Eddie Alvarez e Conor McGregor como luta principal do UFC 205, em Nova York, foi a gota d'agua.

- Não acredito mais na afirmação do Dana de que o Conor terá que abrir mão de um dos cinturões após o UFC 205. Pelo que estamos vendo, não está mais nas mãos dele esse tipo de decisão, já que quem manda agora é o Conor. Eu entendo que ele venda muito, mas chega a um limite que deixa de ser esporte e vira circo. Não quero nenhum tipo de briga com o UFC. A única coisa que eu quero é seguir a minha vida e que eles sigam a deles. Depois disso tudo, vejo que não posso confiar em nenhuma palavra do presidente e que quem está no comando do evento agora é o Conor McGregor. Como não estou aqui para ser empregado do McGregor, hoje eu peço que cancelem o meu contrato com o UFC - se revoltou o atual campeão interino dos penas do UFC.

José Aldo foi nocauteado em apenas 13 segundos por Conor McGregor em dezembro do ano passado. O brasileiro venceu Frankie Edgar em julho, conquistou o cinturão interino da divisão e esperava encarar Conor. Porém, após duas lutas como meio-médio, McGregor agora ganhou a chance de lutar pelo título dos leves contra Alvarez no UFC 205 enquanto mantém o cinturão absoluto dos penas, inativo desde dezembro.