Luis Fernando Coutinho
10/07/2016
11:05
Las Vegas (EUA)

Satisfeito com a recuperação do cinturão do UFC, dessa vez o interino da divisão dos penas, após vitória em revanche contra Frankie Edgar, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 200, José Aldo já sabe o que vem a seguir: a revanche com Conor McGregor. Apesar de sugerir que a palavra do irlandês pode não ser tão confiável, o brasileiro mira o reencontro com o rival no evento do UFC que acontece no dia 12 de novembro, em Nova York.

Em coletiva de imprensa após o show, Aldo chegou a duvidar das palavras do campeão irlandês, que confirmou o retorno a divisão dos penas durante a semana mesmo com luta marcada contra Nate Diaz. 

- Primeiro quero ser campeão, nasci para isso. Esse foi o primeiro passo. Na próxima, serei o campeão de novo. Acho ótimo (enfrentar Conor), estou pronto. Eu lutaria agora. Não perdi nada, sou o campeão e nasci para isso. Vamos lutar e vou vencer. Não sei se ele vai manter a palavra de fazer a luta, mas.... - avaliou o atleta.

Sobre a revanche no octógono, o brasileiro admitiu ter mantido a cautela para dominar o velho conhecido. Ele reconheceu que teve uma postura mais tranquila e menos agressiva para poder lutar consciente. 

- Já tinha lutado com ele, nos conhecíamos. Procurei mais ver o que ele tinha programado fazer, mantive a calma no começo e fiz o que treinei. Fui vencendo a luta naturalmente. Eu mantive minha calma, sei do meu potencial. Confio na minha equipe, sem medo ou pressão. Fui lá e fiz meu melhor. Fiquei tranquilo e estava confiante - explicou.

Logo após a luta, depois de andar em direção a McGregor e desafiá-lo, Aldo ainda publicou uma mensagem em seu Twitter para o irlandês.