LANCE!
15/10/2016
13:36
Rio de Janeiro (RJ)

José Aldo ainda está magoado com o UFC. Apesar de ter um encontro marcado com o presidente do UFC Dana White na próxima semana para definir seu futuro, ainda é difícil para o campeão interino dos penas engolir que o entretenimento roubou parte do espaço da esportividade na modalidade. Mas ele está disposto a "dançar conforme a dança" se voltar atrás na decisão da aposentadoria e seguir lutando. 

O brasileiro refletiu a respeito das últimas decisões do UFC, comentou a importância que o dinheiro tem à frente do legado esportivo e concluiu minimizando o valor de um campeão nos dias atuais.

- Hoje pensamos da forma que tem de ser. Todos que me conhecem sabem que eu sempre lutei pelo meu legado, não pelo dinheiro. Todo mundo luta por dinheiro, claro, mas eu queria deixar um legado quando eu me aposentasse, colocar meu nome na história. Não penso mais assim. Quando perdi o cinturão vi a realidade. Ser campeão não significa nada - desabafou, em entrevista reproduzida pelo site MMA Fighting.

Depois de vencer Frankie Edgar no UFC 200, José Aldo anunciou aposentadoria após o anúncio de que Conor McGregor ganhara a chance de disputar o título dos leves sem abdicar o cinturão dos penas. Uma reunião entre o lutador e o presidente do Ultimate Dana White está marcada para a próxima semana.