LANCE!
28/06/2016
06:30
São Paulo (SP)

O Brasileirão segue com o Palmeiras na liderança, mas sem disparar. Lá na parte de baixo da tabela, o Botafogo mostrou força ao derrotar o Inter fora de casa com gol do estreante Camilo. Com o mercado internacional aberto, alguns clubes ainda podem perder jogadores.

Pensando nisso, o LANCE! resolveu dar aquela força e mostrar quais bons jogadores ainda não completaram sete jogos e podem reforçar seu clube, como o Grêmio fez ao contratar Negueba doo Coritiba.

Nossa lista tem 40 nomes que poderiam chegar para brigar pela titularidade ou até compor elenco. Entre eles, promessas e alguns consagrados, como Dátolo, Paulo André, Cássio, Michel Bastos, Barrios, Erik e, quem sabe, até Guerrero.

América-MG
Matheusinho: foi um dos destaques da Copa São Paulo deste ano e tem apenas dois jogos.

Atlético-MG
Dátolo: está no fim do contrato e tem apenas três jogos, o que facilita um acordo para ainda este ano.
Edcarlos: o experiente zagueiro fez só quatro partidas.
Lucas Cândido: um dos bons nomes da base do Galo e poderia ganhar experiência com empréstimos. Fez quatro jogos.


Atlético-PR
Paulo André: campeão do mundo com o Corinthians, fez cinco jogos pelo Furacão.
Marcos Guilherme: seria uma contratação difícil, mas um bom investimento. Fez cinco jogos.


Botafogo
Luis Henrique: muito elogiado por ser uma grande promessa, ele fez só dois jogos.


Chapecoense
Kempes: a saída de Guto Ferreira pode abrir espaço para negociações e o artilheiro é um dos favoritos. Fez apenas três jogos.
Ananias: carrasco do Palmeiras na estreia do Allianz Parque, tem quatro jogos apenas.

Corinthians
Guilherme Arana: revezava a lateral-esquerda com Uendel, mas fez um jogo apenas no Brasileiro
Maycon: garoto da Copa São Paulo, fez apenas um jogo.
Danilo: veterano, o meia está sem espaço no Timão. Fez dois jogos.
Willians: emprestado pelo Cruzeiro, tem jogado pouco.
Cássio: recuperou a titularidade com a lesão de Walter, mas tem futuro incerto. Fez quatro jogos


Coritiba
Luccas Claro: um dos bons valores do time, o zagueiro fez cinco jogos no torneio e pode ser bom reforço.

Cruzeiro
Marciel: emprestado pelo Corinthians, fez apenas um jogo.
Léo: zagueiro que pode ser boa opção para brigar pela titularidade, fez dois jogos.
Douglas Coutinho: fez cinco jogos e o Cruzeiro o liberou para acertar com outro clube. É uma promessa.

Figueirense
Carlos Alberto: experiente, o meia se acertou em Florianópolis. Fez dois jogos.

Flamengo
Guerrero: apesar de ser um negócio improvável, o peruano fez apenas três jogos.


Paulo Victor: reserva de Muralha, pode ser negociado. Fez três jogos.

Fluminense
Pierre: volante experiente, fez apenas quatro jogos pelo Flu.

Grêmio
Henrique Almeida: fez bom brasileirão no ano passado, mas é reserva. Fez dois jogos.
Bressan: muitas vezes criticado pela torcida, está no limite com seis partidas.

Inter
Rodrigo Dourado: uma das revelações do ano passado, fez quatro jogos nesta edição.
Marquinhos: meia com passagens por Cruzeiro e Palmeiras, tem dois jogos apenas.

Palmeiras
Barrios: fez um jogo, mas seria titular em muitos clubes da Série A.
Erik: uma das principais contratações do clube, pouco fez até aqui. No Brasileiro, fez uma partida.
Cristaldo: outra opção para o ataque, tem o nome envolvido em prováveis negociações. Fez três jogos.
Rafael Marques: querido pela torcida, não vive boa fase e está no limite de seis jogos.


Ponte Preta
Nino Paraíba: rebaixado com o Avaí, o lateral fez apenas quatro jogos pela Macaca

Santa Cruz
Vitor: lateral experiente, foi revelado pelo Goiás. Fez cinco jogos.

Santos
Lucas Crispim: jogou o torneio pelo Joinville no ano passado, pode ser emprestado novamente. Tem um jogo.
Valencia: fez um jogo, mas não deve permanecer no clube.
Rafael Longuine: na reserva, já teria sido oferecido a outros clubes como moeda de troca.
Serginho: boa opção para o meio de campo e fez apenas cinco jogos.

São Paulo
Carlinhos: viveu grande fase com Osorio e tem apenas uma partida no Brasileiro
Michel Bastos: uma das melhores opções para negócio, fez apenas quatro jogos e cabe em qualquer time


Sport
Túlio de Melo: chegou para ser referência, mas ainda briga para ser titular. Tem estilo de jogo que caberia em alguns clubes que precisam de centroavante.

Vitória
Norberto Neto: um dos melhores em desarme da equipe. Pode jogar na lateral ou na meia.