LANCE!
11/06/2016
06:50
São Paulo (SP)

A seleção da França, anfitriã da Eurocopa 2016, estreou com vitória por 2 a 1 sobre a Romênia, com gols de Giroud e Payet. Neste sábado, mais três jogos completam a primeira rodada dos grupos A e B. Quais serão os destaques desta edição? Alguns nomes são candidatos, mas será que algum jogador será capaz de fazer história? Em entrevista para a Uefa, o ex-jogador Trezeguet fez sua seleção dos sonhos do torneio.

Campeão com a França em 2000, inclusive marcando gol do título na prorrogação, Trezeguet escalou alguns ex-companheiros daquele time e também adversário da final, como Maldini. Além disso, o ex-atacante colocou alguns ex-companheiros de clube, como Buffon e Nedved.

Goleiro: Buffon
- Um amigo e um jogador que mantém o alto nível há muitos anos. É um goleiro cuja história no futebol é única.

Lateral-Direito: Thuram
- Um jogador disciplinado com capacidades físicas excepcionais, seu desejo e entusiasmo foram significativos. Ele era um jogador de primeira classe.

Lateral-Esquerdo: Maldini
- Joguei contra ele quando estava na seleção da Itália e também no Milan. Ele era psicologicamente muito forte e sabia jogar com os dois pés.

Zagueiro: Blanc
- Um amigo com habilidades técnicas únicas. Ele conversava muito e estava sempre muito confiante, sempre disponível para seus companheiros. Ele fez história com a seleção francesa.

Zagueiro: Puyol
- Um jogador completo, muito rápido e firme. Um vencedor que também fez história com o Barcelona.

Meia: Pirlo
- Elegante, sabe jogar com as duas pernas. com habilidade de ler a partida.

Meia: Nedved
-Ganhador do Bola de Ouro e companheiro que me ajudou muito; É preciso se preocupar com ele, pois tem um espírito de vencedor, que dá tudo de si em todos os jogos. Seu pé esquerdo foi de tirar o fôlego, mesmo ele sendo um jogador destro. Podia jogar contra qualquer adversário.

Meia: Platini
- Na Copa do Mundo de 1986, Platini foi o símbolo da França. Para mim, ele era um cavalheiro.

Meia: Zidane
- Ele era mágico, um jogador de nível mundial - completo, em todos os sentidos: mental, físico, técnico - e é outro que fez história.

Atacante: Henry
- Estive com ele no Monaco e na seleção francesa. Ele era um jogador com todos as habilidades e sempre foi um exemplo para os jovens.

Atacante: Cristiano Ronaldo
- Ele já ganhou quase todos os títulos, mas suas ambições ainda são altas. Um exemplo de profissionalismo.