River Plate x Quilmes

River Plate (URU) largou na frente contra os chilenos

RADAR/LANCE
03/02/2016
00:50
Maldonado (URU)

Em jogo bem movimentado Estádio Domingo Burgueno, em Maldonado (URU), na madrugada desta quarta-feira, a garotada do ataque do River Plate do Uruguai surpreendeu a Universidad de Chile na estreia das equipes na Libertadores. Com isso, o time uruguaio - estreante na competição - venceu por 2 a 0 o jogo de ida pela Primeira Fase.

Michael Santos, atacante de 21 anos que foi goleador uruguaio na temporada passada, abriu o placar. O colombiano Tajan fez o outro gol, concluindo jogada do arisco Schiappacasse, garoto de 17 anos que foi um dos melhores em campo.

O jogo da volta ocorre na próxima terça-feira, em Santiago e a Universidad de Chile, que entrou como a maior favorita entre os 12 times desta fase, só se classifica se vencer por três gols de diferença. Vitória da LA U por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis. O vencedor deste mata-mata avançará para o Grupo 4 da Libertadores, o mesmo de Palmeiras, Nacional (URU) e Rosario Central (ARG).


O primeiro tempo foi movimentado, com os times buscando o ataque. Com melhor técnica, a Universidad de Chile conseguiu equilibrar o jogo e teve a grande chance do primeiro tempo. Aos 24 minutos, após bola levantada pela esquerda, o goleiro Pérez saiu mal demais e furou. Corujo, que vinha na corrida, estava com o gol livre, mas não esperava tamanho erro do goleiro. A bola apenas bate nele e foi para fora.

Mas o River fez um bom primeiro tempo e também assustou. Sua melhor oportunidade foi no finzinho, quando o craque do time, Michael Santos, recebeu livre pela direita e tocou na saída de Herrera. A bola passou por cima do gol ao mesmo tempo que o goleiro acertou fortemente o atacante uruguaio. O juiz argentino Patrício Lostau, entretanto, não considerou o lance como pênalti.

A La U voltou mais ousada, com Fariña se aproximando mais da área e criando duas oportunidades antes dos cinco minutos, a melhor quando deu assistência para Canales bater e o goleiro Perez fazer defesa excelente.

O River não se assustou, seguiu buscando ataques pelos flancos e chegou ao primeiro gol aos 17 minutos. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Monzón puxou Dario Flores na área. Michael Santos cobrou mandando uma bomba. Herrera chegou a tocar mas a bola morreu no gol.

Logo em seguida, em grande jogada coletiva, o River só não ampliou porque Herrera fez a grande defesa da partida após chute de Michael Santos. O técnico Beccacece tentou aumentar a força ofensiva do time chileno tirando um defensor e colocando um meia. Mas isso abriu ainda mais espaços. Aos 27 minutos, Schiappacasse fez excelente jogada pela esquerda e cruzou. O colombiano Taján entrou na dividida e a bola, espirrada, morreu no gol. 2 a 0.

A Universidad de Chile tentou diminuir, Ubilla e Canales perderam oportunidades, mas não foi feliz e saiu de campo com uma derrota amarga para um estreante em Libertadores que mostrou ter qualidade para sonhar com a classificação para a fase de grupos.


FICHA TÉCNICA
RIVER PLATE (URU) 2 X 0 UNIVERSIDAD DE CHILE

Jogo de ida da 1ª fase da Libertadores
Estadio: Domingo Burgueno, em Maldonado (URU)
Data/Hora: 2/2/2016, às 22h30
Árbitro: Patrício Lostau (ARG)
Renda e público: ND
Cartões amarelos: Angel Rodríguez (RIV), Martinez, Lorenzetti, Monzón (UNIV)
Gols: Michael Santos, 17'/2T (1-0) e  Tajan, 27'/2ºT (2-0)

RIVER PLATE: Pérez; Gonzalez, Ricardo Conceição, Darío Flores e Rodríguez; Gorriaran, Robert Flores (Leguizamón, 31'/1ºT e, depois, Montelongo, 21'/2ºT ) e Angel Rodríguez; Schiappacasse, Pedroso (Taján, 16'/2ºT) e Michael Santos - Técnico: Juan Carrasco.

UNIVERSIDAD DE CHILE: Herrera; Corujo (Ubilla, 23'/2ºT), Jara, Ramírez e Monzón (Suárez, 31'/2ºT); Rodríguez, Martínez, Lorenzetti (Guzmann, 33'/2ºT) e Farina; Canales e Rubio - Técnico: S. Beccacece