Independiente del Valle x Guaraní

Caicedo, camisa 4, vibra  ao lado de Sornoza. O zagueirão garantiu a vitória do Independiente del Valle sobre o  Guaraní (Foto: RODRIGO BUENDIA/AFP)

RADAR/LANCE
04/02/2016
22:29
 Sangolquí (EQU)

O Independiente del Valle surpreendeu pelo ótimo futebol que apresentou neste quinta-feira, contra o Guaraní paraguaio, no jogo de ida da primeira fase de Libertadores e que foi realizado no estádio Rumiñahui, em Sangolquí, no Equador. Treinado há quatro anos por Pablo Repetto, o time da casa criou pelo menos dez grandes chances de gol. Acabou vencendo por apenas 1 a 0, gol do zagueiro Caicedo no primeiro tempo. Mas deixou ótima impressão. Já o Guaraní foi apenas sombra do time que surpreendeu na Libertadores-2015, eliminando o Corinthians e caindo apenas nas semifinais. Sem boa parte dos destaques do ano passado, contou com as defesas do goleiro Aguilar para não sair goleado e festejou a diferença mínima no placar, o que pelo menos mantém acesa a chance de classificação.

O vencedor do duelo irá para o Grupo do Atlético Mineiro. O Del Valle avança se voltar a vencer, empatar ou perder por um gol a partir de 2 a 1. O Guaraní se classifica se vencer por dois gols de diferença. Caso devolva a derrota por 1 a 0, a decisão será por pênaltis. Vale lembrar que o Guaraní tem um início de temporada péssimo. Três jogos e três derrotas.

Embora o Guaraní tenha criado duas boas chances com Juan Aguilar e Camacho, o Independiente del Valle foi muito superior no primeiro tempo. Mostrando melhor toque de bola, muita velocidade e qualidade individual, o time da casa foi criando oportunidades desde o primeiro minuto, quando José Angulo chutou para difícil defesa parcial do bom goleiro Aguilar para escanteio e na cobrança Mina quase abrir o placar. Ou quando Cabezas concluiu para o gol mas a arbitragem marcou impedimento.

O meia Sornoza e José Angulo criavam as melhores oportunidades. E foi a partir de uma jogada que a dupla participou que, aos 28 minutos saiu o gol. Pela esquerda, Sornoza cobrou falta para a área. Angulo tentou dar uma bicicleta que foi patética, pois furou feio. Só que, sem querer, a jogada errada acabou sendo uma ajeitadinha perfeita para o zagueiro Caicedo mandar uma bomba e abrir o placar.

O Del Valle teve várias boas oportunidades para ampliar, as duas maiores com José Angulo. Na primeira, recebeu de Julio Angulo e chutou para Aguilar salvar. Na outra, recebeu pela esquerda, disparou mas chutou rente à trave. Um massacre.

No segundo tempo, antes dos cinco minutos, Cabezas e Angulo só não ampliaram porque Aguilar fez dois defesaços. Depois disso, o  jogo passou a ficar um pouco mais cadenciado. Ainda assim o Del Valle foi mais efetivo.  Aos 17, José Angulo mais uma vez teve a chance, num erro de posicionamento de Aguilar. Quem salvou foi o zagueiro Cáceres.

Apenas a partir dos 20 minutos finais foi que o Guaraní começou a arriscar-se um pouco mais ao ataque, o que deixou o jogo aberto, com as duas equipes com boas oportunidades de gol. Cáceres, aos 38, num escanteio, desviou a cobrança e por muito pouco não empatou, o que seria uma injustiça em razão do maior volume de jogo do time da casa.

FICHA TÉCNICA
INDEPENDIENTE DEL VALLE (EQU)  1 X 0 GUARANÍ (PAR)


Estádio: Rumiñahui, em Sangolquí (EQU)
Data/Hora: 4/2/2016, às 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Juan Soto (VEN)
Auxiliares: Jorge Urrego e Carlos López (Ven)
Público e Renda: ND
Cartões Amarelos: Cuero e Rizotto (IND) Aranda e Patiño (GUA)
Gols: Caicedo, 28'/1°T (1-0)

Independiente del Valle: Azcona; Nuñez, Mina, Caicedo e Cuero (Uchuari, 19'/2ºT); Rizotto (Tellechea, 25'/2ºT) , Orejuela, Julio Angulo e Sornoza (Cortez, 33'/2ºT); Cabezas e José Angulo. TEC: Pablo Repetto

Guaraní: Aguilar; Filippini, Patiño, Cáceres e Aranda; Juan Aguilar, Palau, Alex Cáceres (Ocampo, 15'/2ºT) e Mendoza; Camacho e Hernán López (Correa, 12'/2ºT). TEC: Fabricio Bassa