Ricardo Rocha, Manoel Flores e Hugo Figueredo (Foto: Igor Siqueira)

Ricardo Rocha, Manoel Flores e Hugo Figueredo (Foto: Igor Siqueira)

Igor Siqueira
26/04/2016
17:18
Rio de Janeiro (RJ)

O diretor de competições da Conmebol, Hugo Figueredo admitiu que a entidade estuda, mas não com tanto afinco e urgência, a possibilidade de mudar o calendário da Libertadores, deixando a competição com calendário durante o ano todo e não só por um semestre. A mudança automaticamente geraria o mesmo efeito na Sul-Americana. Mas Hugo prega cautela sobre o tema.

- Tentar mudar o esquema é um processo a longo prazo. Não pode ser do dia para a noite. Tem que ser com análise lenta e lógica. A possibilidade de jogar ao mesmo tempo traria mudanças para torneio, patrocinadores e televisão. Tem que ser muito estudada. Está na mesa para ver os prós e contras. Basicamente, uma competição não poderia ter os mesmos times. Hoje, tem times que jogam a Libertadores e Sul-Americana. As confederações permitem, classificando os campeões nacionais para os dois. Tem que ser analisada de todos os pontos de vistas - afirmou Hugo.

O dirigente da Conmebol também freou uma hipótese de, aproveitando a carona da Copa América Centenário, incluir os Estados Unidos na competição.