LANCE!
06/12/2016
18:03
Rio de Janeiro (RJ)

Os ajustes na Libertadores mais uma vez significam boa notícia para o futebol brasileiro.  A mudança da vez trouxe mais uma vaga direta ao Brasil na fase de grupos da competição. Com isso, o G3 virou G4, e o Atlético-MG está garantido na fase principal da disputa, independentemente do que aconteça na final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, nesta quarta-feira. Ao todo, serão cinco brasileiros na fase de grupos da Liberta.

O Brasil ganhou um dos três lugares que eram dos mexicanos na fase de grupos, mas o número total de participantes continua sendo oito - isso não foi alterado -, levando em conta a entrada da Chapecoense, declarada campeã da Sul-Americana. A informação inicial foi do "UOL" e confirmada pelo LANCE!.

O Atlético-MG, ao ser confirmado na fase de grupos, ganha uma folguinha no calendário de 2017. A fase preliminar começa em 1º de fevereiro, mas a fase de grupos se inicia só em 8 de março. 

Para ocupar numericamente o espaço deixado pelos mexicanos, a Conmebol resolveu fazer uma seletiva entre os seis países que ainda não haviam recebido vagas adicionais na Libertadores: Uruguai, Paraguai, Equador, Bolívia, Peru e Venezuela. Após jogos de ida e volta, três clubes irão para as preliminares que já estavam definidas, com mais 13 clubes, totalizando 16. A segunda etapa, em duas fases eliminatórias, definirá quatro clubes que irão se juntar aos 28 da fase de grupos - total de 32, como sempre. Com o novo ajuste, então, a Libertadores sobe de 44 para 47 participantes, mas sem mudanças em sua fase de grupos, que seguirá com oito chaves de quatro equipes.

AS VAGAS DO BRASIL

Além do G4 da Série A e o campeão da Copa do Brasil, dois times brasileiros entrarão na fase preliminar da Libertadores - o quinto e o sexto do Brasileirão.

Se o Galo virar diante do Grêmio na final da Copa do Brasil, o quinto colocado da Série A irá para a fase de grupos. Isso desperta atenção de Botafogo, Atlético-PR e Corinthians, que vêm na sequência do Galo na tabela.