Joinville (Foto: Assessoria)

Jogadores do joinville se reapresentaram nesta quinta (19) no CT do Morro (Foto: Assessoria)

RADAR/LANCE!
20/11/2015
01:23
Joinville (SC)

Um minuto de silêncio era pouco e o elenco do Joinville estendeu o tempo introspecção por praticamente todo o período em que esteve treinando nesta quinta-feira (19). A derrota para o Avaí, na última quarta, deixou o lanterna JEC a sete pontos do próprio adversário, 16º no campeonato e primeiro time fora da zona de rebaixamento. Com isso, uma derrota para o Vasco, no próximo domingo (22), pode selar a queda da equipe para a Série B em 2016.

Dos jogadores que atuaram mais que 45 minutos diante do Avaí, apenas o goleiro Agenor foi ao gramado do CT do Morro. Ele deu voltas em torno do campo, enquanto os reservas na partida de quarta participavam de um treino tático. Os demais fizeram apenas um trabalho regenerativo na academia. O clima de velório era reforçado pela cabeça baixa do treinador PC Gusmão e pelo silêncio dos jogadores. Apenas Agenor falou. E deu a entender que o time já pensa na Segundona do ano que vem.

- Temos de assimilar a situação e o torcedor também. Temos de planejar o ano que vem diferente, independente de Vasco, de Série A ou B. Vamos precisar de todo mundo com energia positiva para voltar à Série A em 2017. Este é o principal objetivo​ - declarou o goleiro, praticamente jogando a toalha.


E não é para menos. Para conseguir escapar, o Joinville precisa vencer os seus três últimos jogos. Ainda assim, será necessário que no máximo um de seus concorrentes na luta contra o descenso - Vasco, Goiás, Coritiba, Avaí e Figueirense -  alcance os 41 pontos para que o JEC permaneça na primeira divisão ano que vem. Mesmo assim, Agenor pede uma mudança imediata do time nas partidas restantes.

- Sabemos que faltam três jogos e que as coisas podem mudar. Não adianta vir com a fala de mostrar em campo e não acontecer, como já ocorreu outras vezes. Temos três jogos para mudar esta mentalidade, entrar em campo e cumprir com o que deixamos a desejar em campo. Precisamos fazer o nosso melhor nestas partidas - completou o arqueiro.

O Joinville volta a campo no próximo domingo (22), às 17 horas, contra o Vasco, na Arena.