Jael - Joinville

Jael foi o nome do jogo  (Foto: Divulgação/JEC)

LANCE!
26/11/2016
19:38
Joinville(SC) 

Com portões fechados na Arena Joinville e com um a mais por mais de um tempo e meio, o Joinville terminou a Série B de forma melancólica. Isso porque mesmo com a vitória construída com gols de Jael, Tinga e Fernando Viana e Aldair, o JEC está rebaixado à Série C.  É o segundo rebaixamento do Tricolor em dois anos. Tinga e Jael fizeram para o Joinville, enquanto Vandinho e Caíque empataram para os visitantes. 

Para permanecer na primeira divisão, o Tricolor de Santa Catarina precisava fazer a sua parte e secar o Oeste, que não vencia há 16 rodadas e na outra ponta do Brasil, em Pernambuco, visitou o embalado Náutico, que lutava pelo acesso. Mas não deu certo. O Oeste bateu o Timbu por 2 a 0 e o Joinville sequer fez a sua parte. 

O jogo 

O Joinville, que teve a campanha manchada pelo desempenho fraco como mandante, desta vez não fez feio e foi para cima desde o primeiro minuto. Aos 14, uma cobrança de falta na cabeça de Jael só não virou gol porque o goleiro dos goianos, Wagner Bueno impediu, espalmando.

No minuto seguinte,  Juninho pedalou e leva para a direita. O atacante chutou e forte para a defesa de Wagner Bueno. Logo na sequência, o próprio Juninho sofre uma falta dura de Geovane e o volante do Vila acaba expulso três minutos depois de receber o primeiro amarelo.  

Apesar do gol do JEC parecer maduro, foi o Vila quem chegou bem perto da abrir o placar primeiro. Na marca do pênalti, o Joãozinho perdeu um gol feito. Aos 30, novamente Joãozinho, de longe, arriscou, mas em vão. 

A partir de então, o Joinville retomou o controle do jogo. Juninho cobrou falta e Caíque, contra o próprio gol, quase tirou o zero do placar. Wagner Bueno fez outra linda defesa e no rebote Danrlei isolou. Logo em seguida, Fernando Viana foi à linha de fundo cruzar para Jael. O Cruel se esticou todo e meio torto empurrou para as redes. 

 Segundo tempo 

Na segunda etapa, o Joinville manteve  a postura agressiva que terminou o primeiro tempo e teve logo de cara duas boas chances. A primeira foi com Jael, escorando cruzamento. Wagner Bueno defendeu e no rebote Juninho teve outra oportunidade. Marcelo Cordeiro e Caíque, que encontrou a trave, responderam para o Vila. 

o Joinville voltou a mandar no jogo e ampliou o marcador, com Tinga. O volante tabelou com Jael e  ficou cara a cara com Wagner Bueno e driblou o arqueiro:  2 a 0.   O que parecia uma vitória fácil dos catarinenses ganhou ares de dramaticidade. Aos 33 e aos 37, o Vila Nova empatou, incendiando a partida nos minutos finais. Vandinho, com uma bola sobrada na área  e Caíque, desviando cruzamento de Marcelo Cordeiro, fizeram os gols. 

Mas ainda assim, o Joinville conseguiu sair de campo com os três pontos. Jael(sempre ele) deixou Fernando Viana sozinho com Wagner Bueno. Com categoria, Viana bateu na saída do goleiro. Nos acréscimos Aldair ainda conseguiu deixar o dele. 

Confira todos os resultados da 38° rodada

Goiás 2 x 1 Sampaio Corrêa 

Paraná 0 x 2 Tupi 

Paysandu 1 x 2 Criciúma 

Náutico 0 x 2 Oeste

CRB 3 x 0 Luverdense

Vasco 2 x 1 Ceará

Bragantino 0 x 1 Londrina 

Avaí 1 x 1 Brasil de Pelotas 

Atlético-GO 2 x  1 Bahia