icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
24/08/2015
19:10

Com a agenda cheia para esta semana, onde terá jogo pela Copa Sul-americana e pelo Campeonato Brasileiro, o Joinville teve pouco tempo para comemorar a vitória sobre o Fluminense, de virada, alcançada nos acréscimos. Nesta segunda-feira, no CT Morro do Meio, os atletas que atuaram no triunfo deste domingo já voltaram aos trabalhos. Eles fizeram atividades regenerativas e os demais atletas estão sendo observados pelo treinador Paulo César Gusmão para o confronto válido pela competição internacional.

Nesta quinta-feira, pela Copa Sul-americana, o JEC realiza o jogo da volta contra o Atlético Paranaense. A condição física de cada jogador vai definir a formação que entrará em campo na Arena da Baixada. No domingo, a equipe catarinense pega o Palmeiras e, em caso de vitória aliada a outros resultados favoráveis das equipes adversárias, o Joinville pode deixar a zona de rebaixamento.

O comandante do tricolor catarinense tende a utilizar atletas que têm ficado na reserva. Desta forma, o centroavante Ricardo Bueno, que entrou bem diante do Fluminense, tem boas chance de atuar. O atacante Edigar Junio é desfalque certo. Emprestado pelo adversário, ele está impedido de entrar em campo diante do Atlético-PR por conta de um acordo verbal entre as diretorias. Marion, outro que começou no banco de reservas, mas contribuiu para a vitória do Joinville, deve ficar com a vaga.

Para avançar na Sul-americana, o JEC precisa reverter a vantagem de 2 a 0 do Furacão, construída no jogo de ida.

Com a agenda cheia para esta semana, onde terá jogo pela Copa Sul-americana e pelo Campeonato Brasileiro, o Joinville teve pouco tempo para comemorar a vitória sobre o Fluminense, de virada, alcançada nos acréscimos. Nesta segunda-feira, no CT Morro do Meio, os atletas que atuaram no triunfo deste domingo já voltaram aos trabalhos. Eles fizeram atividades regenerativas e os demais atletas estão sendo observados pelo treinador Paulo César Gusmão para o confronto válido pela competição internacional.

Nesta quinta-feira, pela Copa Sul-americana, o JEC realiza o jogo da volta contra o Atlético Paranaense. A condição física de cada jogador vai definir a formação que entrará em campo na Arena da Baixada. No domingo, a equipe catarinense pega o Palmeiras e, em caso de vitória aliada a outros resultados favoráveis das equipes adversárias, o Joinville pode deixar a zona de rebaixamento.

O comandante do tricolor catarinense tende a utilizar atletas que têm ficado na reserva. Desta forma, o centroavante Ricardo Bueno, que entrou bem diante do Fluminense, tem boas chance de atuar. O atacante Edigar Junio é desfalque certo. Emprestado pelo adversário, ele está impedido de entrar em campo diante do Atlético-PR por conta de um acordo verbal entre as diretorias. Marion, outro que começou no banco de reservas, mas contribuiu para a vitória do Joinville, deve ficar com a vaga.

Para avançar na Sul-americana, o JEC precisa reverter a vantagem de 2 a 0 do Furacão, construída no jogo de ida.