Igor Siqueira
11/09/2016
11:00
Rio de Janeiro (RJ)

Ninguém foi mais rápido do que Petrucio Ferreira nos 100m T47. Só ele mesmo. O velocista brasileiro, que tinha quebrado o recorde mundial no sábdo, superou a si próprio, melhorou a marca e, claro, faturou mais uma medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Paralímpicos do Rio.

Patrucio Ferreira, de 19 anos, completou a prova deste domingo com 10.57 e conquistou a sexta medalha de ouro brasileira na Rio-2016, levando o Engenhão ao delírio.

- Tem dois anos e meio que entrei no atletismo. Estar na pista é minha segunda casa. Correr é minha maior alegria - disse o paraibano, que jogava futebol antes de descobrir as pistas.

A disputa foi boa para os brasileiros, já que Yohansson Nascimento ainda conquistou o bronze, em uma disputa acirradíssima com o polonês Derus Michal. Ambos fizeram 10.79, mas Michal, nos milésimos, se deu melhor.

- Cada medalha é uma história que a gente faz. Cada competição eu preencho um livro com histórias de superação. É extramente difícil passar três ciclos entre os melhores do mundo - disse Yohansson, que foi prata em Pequim e ouro em Londres.

Das seis medalhas de ouro do Brasil até o momento, cinco vieram do atletismo e uma da natação, com Daniel Dias.