Eduardo Paes, prefeito do Rio, em coletiva nesta sexta-feira (Foto: Igor Siqueira)

Eduardo Paes aposta no aquecimento da venda dos bilhetes na última hora (Foto: Igor Siqueira)

LANCE!
21/08/2016
12:16
Rio de Janeiro

A pouco mais de 15 dias do início da Paralimpíada do Rio de Janeiro, o encalhe dos ingressos preocupa não só o Comitê Rio-2016, como também a Prefeitura do Rio de Janeiro, que terá de arcar com os custos previstos com a venda dos bilhetes. Até agora foram comercializados apenas cerca de 12% do total dos ingressos disponíveis.

- O comitê não recebeu o subsídio e recebeu outras contas, mas fez um trabalho fantástico. Como a gente ia saber que o povo não ia comprar ingressos? Se imaginava venda maior, mas tenho certeza que em cima as pessoas vão comprar - acredita o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Para cobrir o orçamento do Comitê, a prefeitura repassará R$ 150 milhões e terá apoio do governo federal com mais R$ 100 milhões. Os governos tentaram evitar a transferência, mas como a venda de bilhetes ficou bem abaixo do esperado, o repasse terá de ser feito.

- Para nós, será uma honra receber as Paralímpíadas. O Rio de Janeiro vai fazer a competição com qualidade, dignidade e respeito aos atletas. Se a Olimpíada já ocorre sobre superação, sobre exemplo, motivação, imagine os paralímpicos - completou Paes.