Natação - Daniel Dias

Daniel Dias conquistou a terceira medalha dele no Rio (Foto: Reprodução Flickr)

Igor Siqueira
10/09/2016
18:55
Rio de Janeiro (RJ)

O bicampeonato olímpico não veio para Daniel Dias na prova dos 50m borboleta S5. O nadador brasileiro, no entanto, não ficou sem medalha, faturando o bronze neste sábado, alcançando o terceiro pódio na Rio-2016, o 18º em Jogos Paralímpicos.

Daniel foi batido pelo americano Roy Perkins, que ficou com o ouro, e o chinês Shiwei He, dono da prata. Sem esconder uma ponta de decepção, brasileiro explicou que cansaço bateu na reta final da piscina.

- Não era o que eu esperava. Esperava nadar muito melhor. Tenho dito desde o primeiro dia que daria o meu máximo a cada mergulho. Dei uma travada legal no final, saí exausto, deu o meu melhor. Mas nem sempre o nosso melhor é o que a gente espera. Tem que valorizar o Roy, o chinês, que são grandes adversários e estão me motivando ainda mais agora. Parabéns para eles. Estou feliz por estar subindo ao pódio desde 2008 nessa prova - comentou Daniel, citando que borboleta é um estilo que exige muito fisicamente:

- Eu cansei na prova, é simples. Tem que descansar o máximo. É uma maratona, mas treinamos para isso. O borboleta é sempre uma prova desgastante, é um estilo pesado. Não dou desculpa, só parabenizo o americano e o chinês, curtindo essa medalha de bronze. É uma grande conquista.

O multicampeão paralímpico chegou pela terceira vez ao pódio nos 50m borboleta, já que fora prata em Pequim-2008, além do ouro em Londres-2012. Mas ele garante que não vai deixar a moral baixar para o restante da competição.

- Não mexe nada. Eu ganhei uma medalha e não deixa de ser contabilizado. Claro que se eu tivesse nadado melhor, tinha dado ouro. Isso não tende a afetar nada. Treinamos para todas as provas. Amanhã tem mais uma, os 100m peito, vamos dar o máximo nela também - comentou Daniel, que engatou:

- Já fiquei bravo comigo, mas agora é sorrir de novo.