Dia 9 - O Brasil faturou o bronze no futebol de 7

Brasil celebra o bronze (Foto: Marcelo Regua/MPIX/CPB)

LANCE!
16/09/2016
19:56
Rio de Janeiro

Com uma atuação inspirada do atacante Leandrinho, que balançou as redes três vezes, o Brasil garantiu seu lugar no pódio no torneio de futebol de 7 dos Jogos Rio 2016. Nesta sexta (16), a equipe derrotou os Países Baixos por 3 a 1 e terminou em terceiro lugar no Estádio de Deodoro. Esta é a terceira medalha da equipe nos Jogos Paralímpicos. Antes do Rio 2016, o Brasil conquistou a prata em Atenas 2004 e o bronze em Sydney 2000.

- Essa medalha vale muito para nós. Foi um ano complicado e temos que fazer muitos sacrifícios para estar aqui. O esporte, infelizmente, ainda não é a principal fonte de renda de nenhum de nós. Mas tudo vale a pena por esse momento, agora é hora de comemorar - comentou Leandrinho.

Sem mostrar abatimento pela derrota sofrida na semifinal, o Brasil abriu o placar na disputa pelo bronze em seu primeiro ataque, em conclusão de perna esquerda de Leandrinho. Na segunda etapa, aos 19, o atacante marcou novamente, desta vez em chute colocado da entrada da área. Cinco minutos depois, os Países Baixos descontaram com Jeroen Schuitert, mas o goleador brasileiro marcou mais um aos 26 para garantir a vitória brasileira.

Ouro para a Ucrânia Algoz dos brasileiros na semifinal, a seleção do Irã não foi páreo para a Ucrânia. Na final, disputada no final da tarde, os ucranianos derrotaram os iranianos por 2 a 1, com o gol decisivo na prorrogação, e ficaram com o título Paralímpico. Volodymyr Antoniuk abriu o placar para a Ucrânia aos 26 minutos do primeiro, e a vantagem se sustentou por boa parte do jogo.

O empate iraniano saiu apenas aos 20 minutos da etapa final, faltando 10 minutos para o jogo se encerrar. Com a igualdade, a decisão do ouro foi para a prorrogação, e aí os ucranianos levaram a melhor. Artem Krasylnykov marcou aos 5 minutos e garantiu a conquista da medalha de ouro. Este é o terceiro ouro da Ucrânia no futebol de 7 dos Jogos Paralímpicos, somando-se às conquistas de Atenas 2004 e Pequim 2008. Com o tricampeonato, os ucranianos se igualam à seleção dos Países Baixos, dona de três ouros seguidos: Seul 1988, Barcelona 1992 e Atlanta 1996. A Rússia tem dois titulos, em Sydney-2000 e Londres-2012.