Sarah Storey é ciclista britânica (Foto: AFP)

Sarah Storey é ciclista britânica (Foto: AFP)

Igor Siqueira
14/09/2016
16:42
Rio de Janeiro (RJ)

Se o dicionário de inglês britânico tiver alguma atualização após os Jogos Paralímpicos do Rio, não seria nada injusto se no verbete "medalha" estiver incluído o nome Sarah Storey.

Ela é a mulher com mais medalhas paralímpicas na história da Grã-Bretanha, e a coleção aumentou nesta quarta-feira. É que Sarah faturou o ouro na prova contrarrelógio do ciclismo de estrada, categoria C5, e chegou a 24 pódios paralímpicos. Destes, são 13 medalhas de ouro.

É que Sarah, antes do ciclismo, competia na natação e acumulou muitas premiações desde a primeira edição de Jogos Paralímpicos que disputou, em Barcelona-1992, então com 15 anos.

Hoje com 38 anos, ela chegou ao segundo ouro na Rio-2016, conquistando o bicampeonato paralímpico da prova, com a animação de quem está começando a carreira.

- Eu estava tão animada esta manhã que às 4h30 eu já estava pronta. A adrenalina estava pulsando. É ótimo conseguir outra medalha de ouro. Estou mais rápida e melhor do que em Londres-2012. A distância para as minhas rivais teve mais tempo, o que me deixa um pouco desapontada, mas para mim é satisfatório porque isso mostra que meu treino funcionou - disse Sarah, que se deu bem na pista do Pontal.

Storey faturou o ouro com o tempo de 27:22. A prata foi da polonesa Anna Harkowska. O bronze ficou com a americana Samantha Bosco.