Silvânia Costa (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)

Silvânia Costa conquistou a medalha de ouro no salto em distância  (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)

LANCE!
16/09/2016
22:30
São Paulo (SP)

Após ficar dois dias sem uma medalha de ouro nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, a delegação brasileira voltou a colocar algum atleta no lugar mais alto do pódio. Daniel Dias, na natação, e Silvania Costa, no atletismo, foram os responsáveis pelas duas láureas douradas do Brasil obtidas nesta sexta-feira.
Apesar dessas conquistas, o Brasil segue fora do top 5 no quadro geral de medalhas. Com oito 11 ouros no total, o país persegue Austrália (17), Alemanha (15) e Holanda (13).

Faltam dois dias para o fim da Paralimpíada na capital carioca. A meta estipulada pelo Comitê Olímpico do Brasil (CPB) está mais longe de ser alcançada. Mas ainda resta alguma esperança. Enquanto isso, nada melhor do que reviver o que de melhor aconteceu nesta sexta-feira. Confira:

Salto para o ouro

Silvânia Costa (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)
Silvânia Costa fez sua estreia em Paralimpíadas no Rio de Janeiro (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)

Silvania foi o destaque do dia ao ficar com a primeira colocação no salto em distância T11. Aos 29 anos, a atleta venceu a disputa ao saltar 4,98m. Vale lembrar que a saltadora, campeã mundial e dona da melhor marca do mundo nessa prova, fez sua estreia em uma Paralimpíada na capital carioca. Ela é irmã de Ricardo Costa, também medalhista de ouro no salto em distância T11.

- Estou muito feliz. Precico colocar meus pés no chão novamente, porque eu sinto que ainda estou no ar durante um dos saltos - afirmou a medalhista de ouro.

- Desde agosto, tenho sentido um grande apoio dos brasileiros, e essa vitória é como se fosse um bolo, no qual cada pessoa contribuiu com um ingrediente para entrar nessa festa - completou.

Nessa mesma prova, Lorena Spoladore levou o bronze, com 4,71m.

Ainda ontem no atletismo, Terezinha Guilhermina ficou na terceira posição nos 400m rasos T11.

Galeria só cresce

Dia 9 - O nadador Daniel Dias conquistou o ouro nos 50m costas S5
Daniel Dias faturou mais uma medalha de ouro (Foto: Fernando Maia/MPIX/CPB)

Daniel Dias faturou nesta sexta-feira sua 22 medalha paralímpica da carreira, e em grande estilo. O brasileiro conquistou o ouro na final dos 50m costas S5 na natação, com o tempo de 35s40. Esta foi a 13ª vez que Dias subiu no lugar mais alto do pódio em Paralimpíadas. No Rio, ele ainda nadará mais duas provas.

- Tenho tentado aproveitar tudo. Sinto essa pressão positiva e é um grande prazer representar meu país, com todo mundo assistindo pela televisão. Tenho procurado dar o meu melhor dentro da piscina - avaliou o nadador ao ser questionado sobre a pressão de ser um dos melhores atletas do país.

Bronze do futebol

Dia 9 - O Brasil faturou o bronze no futebol de 7
Jogadores comemoram o bronze no futebol de 7 (Foto: Marcelo Regua/MPIX/CPB)

O Brasil ficou a medalha de bronze no futebol de 7, em Deodoro. Na disputa pelo terceiro lugar, o time bateu a Holanda por 3 a 1. Os três gols brasileiros foram marcados por Leandrinho.

A medalha de ouro acabou com a Ucrânia, que derrotou o Irã na decisão do torneio por 2 a 1.

- Lutamos muito para conquistar essa medalha. Infelizmente, não conseguimos faturar o ouro, mas mesmo assim, estamos felizes porque sabemos que não foi fácil - comemorou Leandrinho.

Mais pódios

Dia 9 - A Seleção Brasileira masculina ficou com a medalha de bronze no goalball
Equipe masculina de goalball comemora a medalha de bronze no Rio (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)

A delegação brasileira ainda subiu ao pódio mais duas vezes nesta sexta-feira, com dois bronzes. Na disputa pelo terceiro lugar, a Seleção Brasileira masculina de goalball bateu a Suécia por 6 a 5 - o time feminino perdeu a láurea para os Estados Unidos por 3 a 2.

Já Sérgio Oliva voltou ao pódio no hipismo. O atleta faturou o bronze na prova individual estilo livre grau IA.

Não deu

No vôlei sentado masculino, o Brasil ficou fora da disputa pela medalha de ouro. Na semifinal, o Irã fez 3 sets a 0 nos brasileiros, com parciais de 25-20, 25-19 e 25-17.

Agora, os iranianos enfrentam a Bósnia na decisão pela medalha de ouro. Enquanto isso, a Seleção Brasileira disputa o bronze contra o Egito. As duas partidas acontecem neste domingo