Bolaños se contundiu em disputa de bola com o William (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Fratura na mandíbula tirará Bolaños dos gramados por 40 dias (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

RADAR / LANCE!
08/03/2016
11:48
Porto Alegre (RS)

A troca de acusações em torno da cotovelada desferida em Bolaños no Gre-Nal rendeu desdobramentos também do lado colorado. Nesta terça-feira, o vice jurídico do Internacional, Giovani Gazen, repudiou a postura do Grêmio em relação ao lateral-direito William, e garantiu que o clube tomará medidas judiciais:


- Vamos acionar o Grêmio por difamação. Estão querendo prejudicar o jogador. Foi efetivamente um acidente, não houve intencionalidade alguma no nosso entendimento - declarou, à Rádio Grenal.

Em seguida, Gazen afirmou que a fratura na mandíbula de Bolaños não ocorreu exclusivamente devido à cotovelada:

- Médicos ortopedistas amigos nossos dizem que a quebra do maxilar do Bolaños se deu com a queda do atleta no chão.

Aos olhos do jurídico do Colorado, o lance não é considerado incomum:


- Nós não queremos que seja sentimentalizada a situação. É um lance de jogos que acontece inúmeras vezes. O Inter entende que não houve intenção do atleta em lesionar o Bolaños. O William até quer ir no hospital visitar o atleta.

O Grêmio cogitou acionar o Inter e o lateral-direito judicialmente, devido à lesão de Bolaños. a princípio, o equatoriano deve ficar por 40 dias longe dos gramados, a base de alimentos líquidos e pastosos.