Cruzeiro e Inter se enfrentaram no Independência (Foto: Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro)

Cruzeiro e Inter se enfrentaram no Independência (Foto: Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro)

LANCE!
27/11/2016
18:59
Porto Alegre (RS)

O Internacional venceu o Cruzeiro, na tarde deste domingo (27), no estádio Beira-Rio, por 1 a 0, e ganhou sobrevida após a partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe comandada por Lisca Doido garantiu o resultado com gol de Valdivia e tem a mesma pontuação do Vitória.

Com o resultado obtido em Porto Alegre, o Colorado chega a 42 pontos, número idêntico ao do time baiano e, agora, torce por um triunfo do Coritiba nesta segunda-feira (28), no estádio Couto Pereira. A Raposa, por outro lado, ocupa o 12º lugar, com 48, e não tem mais aspirações na competição.


Pouco tempo após o início do jogo, membros de uma organizada acenderam sinalizadores nas cadeiras do Beira-Rio. Por conta do problema, o árbitro Marcelo Aparecido de Souza (SP) paralisou o confronto por 2 minutos e 34 segundos. Danilo Fernandes foi um dos responsáveis por conter os torcedores que utilizaram o objeto.

O primeiro tempo, após a pausa, foi dominado pelo mandante. Conduzido por Seijas e Nico López, os gaúchos criaram as melhores oportunidades, mas pecaram nas finalizações. Rafael fez boas defesas e os atacantes não calibraram a pontaria.

O Cruzeiro se aproveitou dos erros de Geferson, o pior em campo, para criar oportunidades. Contudo, Willian falhou bastante e desperdiçou todas as chances que teve.

Lisca Doido foi obrigado a alterar a forma de jogar da equipe. Vitinho entrou na vaga de Geferson ainda no primeiro tempo. A mudança fez com que o Colorado aumentasse a intensidade. Não é à toa que o atacante exigiu ótimas intervenções de Rafael.

Na volta do intervalo, o Cruzeiro criou mais oportunidades. Alisson e Rafael Sóbis desperdiçaram duas chances boas de balançar a rede de Danilo Fernandes. Contudo, foi o Inter quem balançou a rede.

O mais marcante da etapa complementar, contudo, foi um intruso. Por volta de 20 minutos da etapa complementar, um drone sobrevoou o estádio Beira-Rio para ironizar o possível rebaixamento do Colorado. O objeto foi semelhante ao utilizado por cruzeirenses para provocar atleticanos na partida contra o Independiente Del Valle (EQU), na edição passada da Libertadores.

Valdívia, que entrou na vaga de Rodrigo Dourado aos 15 minutos da etapa complementar, fez jogada individual e balançou a rede de Rafael com um golaço. Após os gaúchos abrirem o placar, o Cruzeiro teve chances com Robinho e Ramón Ábila. A dupla, porém, desperdiçou as oportunidades que teve.

Nos minutos finais do confronto, Mano Menezes foi expulso por questionar Marcelo Aparecido de Souza (SP) por conta de um pênalti. A arbitragem, contudo, acertou no lance. Não houve infração na jogada.

FICHA TÉCNICA
INTER X CRUZEIRO

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data-hora: 27/11/2016 - às 17h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público/Renda: 25.352 pagantes (28.064 total) / R$ 384.800,00
Cartão amarelo: Seijas, Danilo Fernandes (Inter); Bryan, Manoel, Rafael (Cruzeiro)

Gol: Valdívia – 30’/2ºT (1-0)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Geferson (Vitinho – 30’/1ºT); Anselmo, Rodrigo Dourado (Valdívia – 15’/2ºT), Alex, Seijas (Ariel Nahuelpan – 25’/2ºT) e Anderson; Nico López. Técnico: Lisca Doido.

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel e Bryan (Edimar – Intervalo); Lucas Romero, Ariel Cabral (Ramón Ábila – 25’/2ºT), Robinho e Alisson; Rafael Sóbis e Willian (Marcos Vinícius – 15’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.