icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
27/08/2015
21:49

O Internacional não foi brilhante diante do Ituano nesta quinta-feira. No entanto, soube ter sabedoria e inteligência para jogar sem muito desgaste e assim vencer a equipe paulista novamente, agora pelo placar de 2 a 1, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Valdívia e Eduardo Sasha marcaram os gols do Colorado, enquanto que Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil, descontou. O triunfo, que garantiu a vaga nas quartas de final da competição nacional, foi o terceiro de Argel, que segue invicto desde que assumiu a equipe gaúcha (além de um empate).

O JOGO

Embalado desde a chegada de Argel e com uma boa vantagem para a partida de volta, o Internacional nem deu chance para o Ituano sonhar com qualquer tipo de virada. Logo aos cinco minutos o Colorado abriu o placar com Valdívia, que aproveitou cruzamento de Vitinho. Mesmo com uma confortável situação, a equipe gaúcha entrou na pilha do Ituano, que resolveu provocar o adversário.

Nos primeiros 45 minutos, alguns desentendimentos aconteceram entre D'Alessandro e Clayson, além de Vitinho e Dick. Apesar da partida ríspida, as duas equipes criaram algumas oportunidades, mas sem grandes perigos para Alisson ou Fábio.

Na volta do intervalo, Argel trocou D'Alessandro, que além da catimba sentiu um problema muscular, e colocou Alex. O cenário de jogo pegado e algumas entradas mais ríspidas seguiram ditando o ritmo. O Inter, mais organizado e qualificado, dava sinal que poderia chegar ao segundo gol quando quisesse. No entanto, foi o Ituano que chegou ao empate com Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil com seis gols.

Mesmo precisando tirar uma vantagem de três gols, a equipe de Itu e a torcida, iniciaram assim a pressão dos donos da casa. No entanto, o Internacional acordou e resolveu espantar qualquer tipo de zebra. Rodrigo Dourado fez lançamento para Eduardo Sasha, que dominou com estilo, entrou na área e tocou no canto esquerdo de Fábio.

Com a ordem novamente reestabelecida, o Internacional apenas controlou as ações e esperou o apito final. Agora, resta esperar o adversário para as quartas de final e focar na recuperação no Brasileiro, na tentativa de se aproximar do G4. O sorteio da Copa será na segunda-feira.

FICHA TÉCNICA:
ITUANO 1x2 INTERNACIONAL

Data-Hora: 27-08-15 - 20h (de Brasília)
Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Fernanda Colombo Uliana (PE) e Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE)
Renda e público: R$ 90.480,00 - 5.300 pagantes
Cartões amarelos: William, Vitinho (INT), Jonatan, Dick, Ronaldo e Cristian (ITU)
Cartões vermelhos:
Gols: Valdívia 5'/1ºT (1-0), Ronaldo 22'/2ºT (1-1) e Eduardo Sasha - 28'/2ºT (2-1)

ITUANO: Fábio; Dick, Naylhor, Renato e João Paulo; Jonatan Lima, Jair (Bassani - 21'/2ºT), Cristian e Claudinho (Zambi - 11'/2ºT); Clayson (Guilherme - 37'/2ºT) e Ronaldo. Técnico: Tarcísio Pugliesi

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton (Wellington - 33'/2ºT), D'Alessandro (Alex - intervalo) e Valdívia; Eduardo Sasha e Vitinho (Rafael Moura - 20'/2ºT). Técnico: Argel Fucks

O Internacional não foi brilhante diante do Ituano nesta quinta-feira. No entanto, soube ter sabedoria e inteligência para jogar sem muito desgaste e assim vencer a equipe paulista novamente, agora pelo placar de 2 a 1, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Valdívia e Eduardo Sasha marcaram os gols do Colorado, enquanto que Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil, descontou. O triunfo, que garantiu a vaga nas quartas de final da competição nacional, foi o terceiro de Argel, que segue invicto desde que assumiu a equipe gaúcha (além de um empate).

O JOGO

Embalado desde a chegada de Argel e com uma boa vantagem para a partida de volta, o Internacional nem deu chance para o Ituano sonhar com qualquer tipo de virada. Logo aos cinco minutos o Colorado abriu o placar com Valdívia, que aproveitou cruzamento de Vitinho. Mesmo com uma confortável situação, a equipe gaúcha entrou na pilha do Ituano, que resolveu provocar o adversário.

Nos primeiros 45 minutos, alguns desentendimentos aconteceram entre D'Alessandro e Clayson, além de Vitinho e Dick. Apesar da partida ríspida, as duas equipes criaram algumas oportunidades, mas sem grandes perigos para Alisson ou Fábio.

Na volta do intervalo, Argel trocou D'Alessandro, que além da catimba sentiu um problema muscular, e colocou Alex. O cenário de jogo pegado e algumas entradas mais ríspidas seguiram ditando o ritmo. O Inter, mais organizado e qualificado, dava sinal que poderia chegar ao segundo gol quando quisesse. No entanto, foi o Ituano que chegou ao empate com Ronaldo, artilheiro da Copa do Brasil com seis gols.

Mesmo precisando tirar uma vantagem de três gols, a equipe de Itu e a torcida, iniciaram assim a pressão dos donos da casa. No entanto, o Internacional acordou e resolveu espantar qualquer tipo de zebra. Rodrigo Dourado fez lançamento para Eduardo Sasha, que dominou com estilo, entrou na área e tocou no canto esquerdo de Fábio.

Com a ordem novamente reestabelecida, o Internacional apenas controlou as ações e esperou o apito final. Agora, resta esperar o adversário para as quartas de final e focar na recuperação no Brasileiro, na tentativa de se aproximar do G4. O sorteio da Copa será na segunda-feira.

FICHA TÉCNICA:
ITUANO 1x2 INTERNACIONAL

Data-Hora: 27-08-15 - 20h (de Brasília)
Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (PE)
Assistentes: Fernanda Colombo Uliana (PE) e Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE)
Renda e público: R$ 90.480,00 - 5.300 pagantes
Cartões amarelos: William, Vitinho (INT), Jonatan, Dick, Ronaldo e Cristian (ITU)
Cartões vermelhos:
Gols: Valdívia 5'/1ºT (1-0), Ronaldo 22'/2ºT (1-1) e Eduardo Sasha - 28'/2ºT (2-1)

ITUANO: Fábio; Dick, Naylhor, Renato e João Paulo; Jonatan Lima, Jair (Bassani - 21'/2ºT), Cristian e Claudinho (Zambi - 11'/2ºT); Clayson (Guilherme - 37'/2ºT) e Ronaldo. Técnico: Tarcísio Pugliesi

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton (Wellington - 33'/2ºT), D'Alessandro (Alex - intervalo) e Valdívia; Eduardo Sasha e Vitinho (Rafael Moura - 20'/2ºT). Técnico: Argel Fucks