Inter x Veranópolis (Foto: Marcos Cunha / Lancepress)

Além de queda de luz externa, falha em equipamentos no estádio ocorreu (Foto: Marcos Cunha / Lancepress)

RADAR / LANCE!
25/02/2016
13:20
Porto Alegre (RS)

Os três apagões ocorridos no Beira-Rio durante a derrota do Internacional para o Veranópolis, por 2 a 1, na última quarta-feira, não foram bem digeridos pela cúpula colorada. Inicialmente, o vice de patrimônio, Emidio Dias, creditou os picos de estação a um problema externo da região do entorno do estádio:

- Houve dois picos tanto na subestação Menino Deus como na subestação Cavalhada. Isso é uma queda de tensão. Vocês viram que foi justamente entre 19h e 20h, que é o horário do pico. O que aconteceu? A sensibilidade do nosso equipamento é tão grande que com essa queda de tensão ele desliga automaticamente. Em seguida, nós fizemos o seguinte: nós ligamos no manual e demorou entre sete e oito minutos, e nós restabelecemos novamente a luz - declarou, ao "Zero Hora".

Porém, o dirigente revelou que houve uma falha técnica também no Beira-Rio. As UPs, instrumentos de emergência para compensar eventuais quedas de energia, não funcionaram:

- Para nós, foi uma surpresa não funcionar. Vamos verificar com o fornecedor.