icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
18:15

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou projeto de lei que denomina Rua Fernando Lúcio Costa, o Fernandão, o logradouro não cadastrado conhecido como Rua B, no bairro Praia de Belas. Assim, o eterno ídolo do Internacional está de mais uma maneira eternizada na história do clube, já que a antiga Rua B é ao lado do Estádio Beira-Rio.

A Rua Fernando Lúcio da Costa, nome de batismo do atacante que fez história no Internacional, São Paulo e Goiás, é a mais próxima de outra homenagem ao ex-camisa 9 do clube. No pátio do Beira-Rio, o Colorado inaugurou em dezembro de 2014 uma estátua confeccionada em bronze em homenagem ao Eterno Capitão. A imagem é em tamanho real: com seus 1,90m, Fernandão levanta eternamente o troféu do Mundial de Clubes, conquistado em 2006.

 Nascido em Goiânia, em 1978, Fernandão morreu em um trágico acidente no dia 7 de junho de 2014. O helicóptero em que estava caiu em Aruanã, no interior de Goiás, vitimando o ex-jogador e outros quatro tripulantes. Além de jogador, Fernando Lúcio da Costa foi treinador e dirigente do Internacional. Além do Colorado, defendeu São Paulo e Goiás no Brasil, além do Toulouse e Olympique de Marseille, da França, e o Al-Gharrafa, do Catar.

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou projeto de lei que denomina Rua Fernando Lúcio Costa, o Fernandão, o logradouro não cadastrado conhecido como Rua B, no bairro Praia de Belas. Assim, o eterno ídolo do Internacional está de mais uma maneira eternizada na história do clube, já que a antiga Rua B é ao lado do Estádio Beira-Rio.

A Rua Fernando Lúcio da Costa, nome de batismo do atacante que fez história no Internacional, São Paulo e Goiás, é a mais próxima de outra homenagem ao ex-camisa 9 do clube. No pátio do Beira-Rio, o Colorado inaugurou em dezembro de 2014 uma estátua confeccionada em bronze em homenagem ao Eterno Capitão. A imagem é em tamanho real: com seus 1,90m, Fernandão levanta eternamente o troféu do Mundial de Clubes, conquistado em 2006.

 Nascido em Goiânia, em 1978, Fernandão morreu em um trágico acidente no dia 7 de junho de 2014. O helicóptero em que estava caiu em Aruanã, no interior de Goiás, vitimando o ex-jogador e outros quatro tripulantes. Além de jogador, Fernando Lúcio da Costa foi treinador e dirigente do Internacional. Além do Colorado, defendeu São Paulo e Goiás no Brasil, além do Toulouse e Olympique de Marseille, da França, e o Al-Gharrafa, do Catar.